Bolsonaro diz que revogou decreto sobre privatização de unidades de saúde do SUS – NoroesteOnline.com

Bolsonaro diz que revogou decreto sobre privatização de unidades de saúde do SUS

28 de outubro de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais, nesta quarta-feira (28), divulgar a revogação do decreto sobre privatização de unidades de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde). A publicação havia sido feita na terça-feira (27), mas gerou grande repercussão negativa nesta quarta. Bolsonaro classificou o caso como de “falsa privatização” do SUS e disse que já revogou o decreto, que poderá, no entanto, ser revisto.

O texto do decreto 10.530, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes, afirma que a “política de fomento ao setor de atenção primária à saúde” está “qualificada” para participar do PPI. Segundo o decreto, os estudos sobre as UBS devem avaliar “alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios”.

Na postagem, que começa com o título “O SUS e sua falsa privatização”, Bolsonaro afirma que há mais de 4.000 UBS (Unidades Básicas de Saúde) e 168 UPA (Unidades de Pronto Atendimento) inacabadas, e que faltam recursos financeiros para conclusão das obras, aquisição de equipamentos e contratação de pessoal.

“O espírito do Decreto 10.530, já revogado, visava o término dessas obras, bem como permitir aos usuários buscar a rede privada com despesas pagas pela União”, disse o presidente.

Segundo Bolsonaro, “a simples leitura do Decreto em momento algum sinalizava para a privatização do SUS”. Ele finaliza dizendo que “em havendo entendimento futuro dos benefícios propostos pelo Decreto o mesmo poderá ser reeditado”.

Fonte: O Sul

Vestibular Verão 2021 Unijuí

23 de outubro de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content