Centro de Inovação da Unijuí avança com montagem do Laboratório de Smart Grids - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com

Centro de Inovação da Unijuí avança com montagem do Laboratório de Smart Grids

30 de dezembro de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Já está estruturado, e com inauguração prevista para o mês de março, o Laboratório de Smart Grids – ou Redes Elétricas Inteligentes, que fará parte de um grande projeto que está sendo desenvolvido na Unijuí: o Centro de Inovação e Criatividade para uma Cidade Inteligente. Por meio desta iniciativa, conforme explica o coordenador do projeto, professor Peterson Cleiton Avi, serão criados cinco ambientes – para além do Laboratório de Smart Grids, o Laboratório de Desenvolvimento de Internet das Coisas (IoT), Espaço de Ideação, Espaço Coworking e Sala de Realidade Aumentada. Estes ambientes experimentais de inovação estarão localizados no atual prédio do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias (DCEEng) e terão foco em eficiência energética e internet das coisas. O projeto conta com financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

“O projeto se propõe a desenvolver atividades que alcancem crianças, jovens e adultos e, principalmente, estudantes, pesquisadores, empresários e gestores públicos. Serão desenvolvidas atividades à formação e qualificação de pessoas para uso criativo da infraestrutura disponível nos ambientes e nos seus entornos, para que possamos desenvolver produtos e processos inovadores em interação com os demais agentes de inovação da comunidade”, explicou o professor, lembrando que o prazo de execução do projeto é de dois anos. “As soluções desenvolvidas poderão ser utilizadas pela comunidade no contexto de uma Smart City, com uma estrutura eficiente de redes inteligentes e com melhorias urbana, econômica, social e de governança da cidade”, reforçou Peterson.

Especificamente sobre o Laboratório de Smart Grids, o investimento inicial é de aproximadamente R$ 1 milhão. Para além da reforma, foi adquirido um sistema completo, uma bancada de uma fabricante italiana, que permite simulações dos sistemas de geração, transmissão e distribuição, além de cargas vinculadas ao sistema elétrico de potência. De acordo com o professor de Engenharia Elétrica Maurício de Campos, que ficará responsável pelo laboratório, será possível simular, neste laboratório, qualquer setor de sistema elétrico de potência, com toda a supervisão, a partir dos sensores e redes de comunicação. Este será o único laboratório do tipo no Rio Grande do Sul.

“Existe um laboratório similar em Foz do Iguaçu e os demais estão em São Paulo ou em outras regiões. Com a incorporação da segunda etapa, o laboratório vai se tornar bem exclusivo e vai permitir vários estudos. Se a gente pensar em termos de desenvolvimento da região, temos as dissertações, as teses de doutorado que poderão ser desenvolvidas. Do ponto de vista do ensino-aprendizagem, será possível simular qualquer situação do sistema elétrico. Então é possível criar cenários bem futuristas para se trabalhar num sistema moderno, contemporâneo, que na prática vai existir daqui a cinco, 10 anos. Podemos adiantar o treinamento de futuros engenheiros, para que eles possam estar preparados para trabalhar com este tipo de sistema e, ao mesmo tempo, para estarem preparados para projetar esse tipo de evolução do sistema elétrico”, destacou o professor Maurício.

 

Sobre as Smart Grids:

 

Redes Elétricas Inteligentes, ou Smart Grids, são o que chamaríamos de futuro da transmissão e distribuição de energia elétrica, de acordo com o professor Maurício de Campos. “O sistema elétrico foi desenvolvido pela década de 1940 e vem sofrendo alterações. Mas, do ponto de vista funcional, a estrutura é basicamente a mesma. Optou-se por incorporar novas tecnologias a esse sistema ao invés de fazer substituições – o que implicaria, se fosse feito, em custos muito elevados”, explicou.

As Smart Grids surgiram para modernizar e atualizar o sistema de distribuição que possui sua arquitetura baseada nestes conceitos da década de 40. O conceito de Redes Elétricas Inteligentes está vinculado à integração de tecnologias incluindo sistemas de comunicação a essas redes tradicionais. Podem ter sua utilização ampliada, dando suporte a diversos serviços de utilidade pública. Essas redes, além do serviço de distribuição de energia elétrica, possibilitam também dar suporte à segurança pública, controle de tráfego, como semáforos inteligentes, iluminação pública, monitoramento do abastecimento de água, entre outras.

 

Vestibular Verão 2021 Unijuí

23 de outubro de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content