Emater/RS prevê maior safra da história dos principais grãos do RS – NoroesteOnline.com

Emater/RS prevê maior safra da história dos principais grãos do RS

28 de agosto de 2018
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A projeção da Emater/RS-Ascar é de que a safra de verão 2018/2019 seja a maior da história para os principais grãos produzidos no Rio Grande do Sul, superando a média das últimas cinco safras em mais de 1,6 milhão de toneladas, o que representa um aumento de 5,48%. De acordo com o diretor técnico da entidade, Lino Moura, a expectativa é atingir 31,5 milhões de toneladas na produção, injetando R$ 34,2 bilhões na economia gaúcha.

Os dados foram apresentados pela diretoria da Emater/RS na Expointer. As produtividades iniciais são baseadas na tendência apresentada pelas produtividades médias municipais registradas nos últimos dez anos. O levantamento foi realizado pelo Núcleo de Informações e Análises, da Gerência de Planejamento da entidade, entre os dias 10 e 24 de agosto. Para efeitos de comparação, a análise utiliza dados preliminares da safra 2017/2018, coletados pelo IBGE – LSPA julho 2018.

A soja, considerado o carro chefe do Estado, terá aumento de área plantada (2,30%), passando de 5,7 milhões de hectares (ha), em 2017/2018 para 5,8 milhões ha cultivados, e também de produção (5,16%), totalizando 18,4 milhões de toneladas (t) em 2018/2019, superando as 17,5 milhões t de 2017/2018. A produtividade média inicial do grão deve ser de 3.132 kg/ha, apresentando variação positiva de 2,79% em relação ao obtido no ano passado.

Segundo o presidente da Emater/RS, Iberê de Mesquita Orsi, isto significa retorno financeiro para os produtores e para o Estado como um todo. A concentração de aproximadamente 50% da área plantada de soja está nos municípios de Ijuí, Santa Maria e Santa Rosa.

Apesar disto, Orsi enfatizou que o destaque da safra de verão 2018/2019 deverá ficar com o milho, por ser uma cultura importante para diversas cadeias produtivas e apresentar retomada de área plantada, passando de 699 mil hectares para 738 mil, com aumento de 5,53%, o que deverá elevar a produção em 11,29%, chegando a um volume de 5 milhões de toneladas de milho no RS, contra as 4,5 milhões da safra anterior. “Não existe cultura no Brasil que tenha acontecido um aumento de 5,45% na produtividade, principalmente pelo uso de tecnologia”, afirmou, referindo-se ao milho plantado em 2006, quando a área era maior e a produção, semelhante.

Nos 419 municípios pesquisados, 93% da área cultivada com milho no Estado, os dados indicam que a produtividade média inicial é de 6.807 kg/ha. A produtividade média inicial do arroz será de 7.594 kg/ha, isso representa uma redução de 3,37% em relação ao obtido ano passado. A área plantada com a cultura deverá ficar inferior à safra anterior em 1,69%, com 18 mil hectares a menos. O principal reflexo dessa redução será na colheita de 7,9 milhões de toneladas, 5% menos que na safra 2017/2018 quando foram colhidos 8,9 milhões.

Fonte: Emater/RS

Vestibular de Verão 2019 UNIJUÍ

9 de outubro de 2018
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content