Itecsol firma parceria com entidades e dá sequência a projeto de produção de vassouras - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com ">

Itecsol firma parceria com entidades e dá sequência a projeto de produção de vassouras

24 de março de 2021

A Incubadora de Economia Solidária, Desenvolvimento e Tecnologia Social (Itecsol), vinculada à Agência de Inovação e Tecnologia da Unijuí (Agit), conseguiu avançar no projeto que prevê a produção de vassouras com garrafas pet. A iniciativa, que começou a ganhar forma no ano de 2013, acabou encontrando entraves durante a sua execução.

“Na época, tínhamos pensando no projeto com a produção sendo realizada pela Acata, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Ijuí. No entanto, percebemos, no momento da execução, que tínhamos algumas limitações: a associação contava com grupo reduzido de trabalhadores, que se dedicava à triagem dos materiais a serem processados no galpão. Ou seja, para dar conta da produção das vassouras, os catadores precisavam parar a triagem ou dividir o grupo, e isso, a curto prazo, não era economicamente viável”, explicou a responsável técnica pela Itecsol, Elizandra Pinheiro da Silva.

O projeto parou, até ser retomado no ano passado, quando o servidor público, e agora vereador, Ubiratan Erthal, informou que outra entidade social estaria interessada na iniciativa: o Sítio de Acolhimento SOS Vida, que dá apoio a homens em situação de vulnerabilidade social.

Após uma série de reuniões, nesta terça-feira, dia 23 de março, foi realizada a assinatura do convênio de cooperação para cedência dos equipamentos ao Instituto SOS Vida, para produção das vassouras. “Para confecção das cerdas, vamos estar repassando 500 unidades de cepas e cabos, que já estão fabricados, sendo 100% com materiais recicláveis. A produção ficará a cargo dos internos do SOS Vida, mas as pets serão adquiridas da Acata. Ficamos felizes de conseguir avançar neste projeto que tem uma importância social, para as duas instituições, e ambiental, já que utiliza materiais recicláveis”, reforçou Elizandra, destacando que, por enquanto, as vassouras serão usadas internamente, no Instituto, e algumas unidades irão para a Acata. Posteriormente, a ideia é buscar parceiros e destinar unidades às escolas e ao Município.

Ubiratan Erthal falou da importância de buscar soluções para a economia local, por meio de iniciativas que colaborem com o sustento de famílias e, principalmente, com a preservação ambiental. “A comunidade também será uma parceira deste projeto, adquirindo, posteriormente, o produto final, que são as vassouras”, lembrou.

Para a presidente da Acata, Ana Alice de Vargas, a parceria vai colaborar com as duas entidades e, ainda, permitirá o uso dos equipamentos que estavam parados.

Presidente do Instituto SOS Vida, Marcelo Meneghini ressaltou que a expectativa não é vender vassouras, mas o projeto, que tem a sua importância por envolver duas entidades e por trabalhar a preservação do meio ambiente.

Saia da zona de conforto: faça pós-graduação Unijuí

23 de fevereiro de 2021
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados