Lei de Incentivo às Agroindústrias contempla empreendimentos rurais em Santo Ângelo – NoroesteOnline.com

Lei de Incentivo às Agroindústrias contempla empreendimentos rurais em Santo Ângelo

30 de novembro de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Governo confirma investimentos no fortalecimento da agricultura familiar para o desenvolvimento econômico do município

Em reunião realizada no gabinete do Executivo na tarde desta quinta-feira, 28, o prefeito Jacques Barbosa autorizou o apoio legal para a instalação da Casa do Mel contemplando produtores rurais familiares da Ilha Grande e a execução de obras de infraestrutura na área onde está situada a Embutidos Buriti, no Distrito Buriti. “Estamos honrando compromissos de governo para estimular o empreendedorismo rural, fortalecer as agroindústrias e gerar emprego e renda no campo”, afirmou Jacques.
A autorização foi informada pelo prefeito ao coordenador das Agroindústrias Familiares e Associações de Produtores da Secretaria Municipal da Agricultura, Diomar Formenton, oportunidade em que também foi tratado da instalação de um abatedouro de peixes em Santo Ângelo, cujo projeto tramita no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento desde maio deste ano, investimento orçado em R$ 290 mil.
Segundo Formenton, a atual gestão formalizou 17agroindústrias familiares, sancionou uma lei municipal de incentivo e trabalha para expandir o número de empreendimentos rurais economicamente ativos, gerando o aumento e a diversificação da produção, mais trabalho e renda. O coordenador também elevou o investimento que o Governo Municipal tem feito no Pavilhão de Hortigranjeiros da Avenida Venâncio Aires, auxiliando na manutenção e atuando na estruturação do espaço.
CASA DO MEL
Por meio da Lei de Incentivo às Agroindústrias o Governo Municipal irá auxiliar a Associação dos Produtores de Alimentos da Linha Alegre (APALA) na construção da Casa do Mel, um local para o beneficiamento e envaze de mel, além de orientação e assistência técnica.
Jacques destacou que o auxílio é compromisso do governo municipal assumido com a associação que envolve doze famílias e uma produção anual de três toneladas de mel e que já possui os equipamentos para a industrialização do produto. “A associação tem o maquinário necessário. O que estamos fazendo é investir para que retomem a produção com um local próprio para a instalação da agroindústria. A comunidade tem potencial para aumentar a produção”, argumentou.
Para o prefeito, garantir o apoio é colocar em prática a proposta de governo de incentivar o empreendedorismo no meio rural. Segundo Jacques, a produção melífera de Santo Ângelo precisa ser organizada. “Há um mercado em aberto”. Ele também destacou a importância do mel na alimentação e a comercialização da produção para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que abastece a rede pública de ensino com produtos para a merenda.
INFRAESTRUTURA RURAL
Também por meio da Lei de Incentivo às Agroindústrias, o prefeito autorizou a execução de obras na infraestrutura da área do empreendimento, realizando melhorias no acesso e no entorno da Embutidos Buriti, preparando o empreendimento para a expansão.
A agroindústria instalada no Distrito Buriti é a primeira de Santo Ângelo a aderir ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF), que abre espaço para comercializar seus produtos de origem animal para todo o território gaúcho, vislumbrando crescimento para o empreendimento, gerando emprego e renda no município.

Foto: Fernando Gomes

Vestibular de Medicina UNIJUÍ 2020

29 de novembro de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content