Saiba por que os alimentos orgânicos custam mais caro - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com ">

Saiba por que os alimentos orgânicos custam mais caro

21 de novembro de 2021

Na hora de tirar o dinheiro do bolso, o valor dos orgânicos realmente assusta. É o preço que se paga por um sistema socioeconômico que não privilegia a comida sem veneno nem os produtores que trabalham de forma sustentável.

1. Demoram para ficar prontos

Bichos que não tomam antibióticos crescem mais devagar – ou melhor, no tempo deles. Vegetais cultivados sem adubo químico, nem agrotóxicos, nem sementes geneticamente modificadas para se tornarem resistentes a pragas também demoram mais para ficar no ponto. Se comparada à produção convencional, a orgânica pode chegar a ser 40% menor.

2. São produzidos em menor escala

Se um fazendeiro só cultiva milho, trigo e soja, tem ao fim das colheitas uma enorme quantidade desses produtos e pode vender para grandes compradores por bom preços. Quem planta orgânicos tem bem menos a oferecer e não consegue baixar tanto os valores sem tomar um prejuízo enorme.

3. Têm mais custos embutidos

Fazendeiros orgânicos arcam com o custo da certificação e da produção socialmente responsável, que deveria ser modelo para a tradicional, com trabalhadores com carteira assinada e legalização da propriedade segundo normas de preservação ambiental. Fora que a ração usada para alimentar os frangos ou complementar a comida de bois, vacas ou porcos deve ser orgânica – e isso pode custar o dobro.

4. Sobrevivem em um mercado pequeno

Não tem muita gente comprando orgânicos. Só 1,8% das indústrias no Brasil manuseiam, embalam, processam ou fabricam produtos usando esse tipo de alimento. Na Holanda, são 36%.

5. Estão na moda

Como orgânicos são mais caros, não é todo mundo que consegue comprar. Isso leva a um efeito Ferrari: quem tem pode mais e não se importa em pagar o dobro – mesmo que esse dobro vá para o bolso de quem vende, e não de quem produz.

Popularidade

Produtos orgânicos ganharam grande popularidade por duas razões principais: Em primeiro lugar, o consumidor percebe como alimentos saudáveis os livres de pesticidas e fertilizantes; Em segundo lugar, eles contribuem para a preservação do meio ambiente.

Os consumidores que optam por consumir os orgânicos, não levam em consideração o alto preço em relação aos produtos convencionais, haja vista que acreditam ser um investimento na saúde, pois ao consumirem os produtos orgânicos estarão contribuindo para a saúde pessoal e para a melhoria do planeta.

Os princípios agroecológicos da produção de alimentos orgânicos contemplam o uso saudável e responsável do solo, do ar, da água e dos demais recursos naturais, evitando a contaminação e desperdícios desses elementos e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Fonte: O Sul

Vestibular Unijuí 2022

14 de outubro de 2021
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados