Unijuí recebe estudantes de outros países em Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com ">

Unijuí recebe estudantes de outros países em Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu

5 de abril de 2021

Foto: Jonathan Andrés Mosquera

Ao longo de sua trajetória, a Unijuí sempre manteve a característica de estar aberta ao mundo, recebendo e formando estudantes de diversos países. E neste ano não é diferente. No mês de março, a Instituição recebeu alunos da Angola, Argentina, Benin, Colômbia, Equador, Peru e Senegal, que passam a integrar os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

O ingresso dos novos mestrandos e doutorandos aconteceu por meio dos editais da Vice-reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (VRPGE), publicados em 2020, para seleção de estrangeiros como estudantes regulares. O edital tem por objetivo ampliar o intercâmbio de estudantes de países com os quais a Unijuí mantém relações de cooperação, a fim de estimular a formação de redes de pesquisa internacionais e apoiar a formação de recursos humanos de alto nível. O processo de seleção e acolhimento dos estudantes estrangeiros é um processo conjunto da VRPGE, Escritório de Relações Internacionais (ERI), coordenadores e docentes dos cursos de Mestrado e Doutorado da Unijuí.

Além dos estudantes selecionados por meio do edital, a Unijuí também recebeu, através das suas relações de cooperação, um estudante colombiano que realizará estudos doutorais no primeiro semestre de 2021.

“A UNIJUÍ, historicamente, tem acolhido estudantes estrangeiros. Há décadas, alunos de diversos países passam pelos bancos da Universidade. No entanto, desde o ano de 2018, em que o Conselho Universitário (Consu) instituiu uma política de internacionalização com estratégias mais claras para sua efetivação, temos procurado que um maior número de estudantes estrangeiros frequentem nossos programas de pós-graduação stricto sensu.  Este ano, apesar de tudo que o mundo está vivendo, temos tido bastante sucesso em atrair novos estudantes à nossa instituição. Estamos convencidos de que a presença de colegas estrangeiros nas turmas de mestrado e doutorado é muito enriquecedor para todos e que, potencialmente, é um caminho para o fortalecimento de nossas mais diversas atividades acadêmicas”, explicou o vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, professor Fernando Jaime González.

Na Unijuí, os estudantes estrangeiros recebem suporte do ERI e dos professores da Unijuí durante todo o processo de ingresso nos cursos, bem como no decorrer da sua trajetória acadêmica. Além da gratuidade nos estudos, os alunos recebem um curso de português para estrangeiros, a fim de aprimorar o idioma de estudos, visto que muitos vêm de países não lusófonos.

“A Unijuí é uma referência em educação e formação profissional em diversos países e é uma satisfação acolher os estudantes estrangeiros e apoiá-los no desenvolvimento científico e profissional. Os perfis culturais distintos, a multiplicidade de olhares sobre diferentes assuntos e a troca de experiências através da interação enriquecem significativamente o ambiente acadêmico”, destacou a assessora de Relações Internacionais, Vanderléia de Andrade Haiski.

Devido à pandemia do novo coronavírus e, consequentemente, às limitações de mobilidade, os estudantes começaram o ano letivo de forma online e, futuramente, desenvolverão as atividades de forma presencial na Unijuí, se as condições sanitárias permitirem.

Expectativa dos novos estudantes

Assim como a equipe da Unijuí está ansiosa para proporcionar a melhor experiência aos novos estudantes, eles também estão na expectativa por tudo que está por vir. Jonathan Andrés Mosquera, da Colômbia, doutorando da Universidade de Antioquia e docente da Universidade Surcolombiana, fará na Unijuí seu estágio doutoral junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências. “Ser estudante da Unijuí é, para mim, uma oportunidade de formação acadêmica de alta qualidade, que vai fornecer aprendizagem complementar aos meus estudos doutorais. A Unijuí é uma casa de estudos que traz saberes, práticas e métodos atuais e oportunos à pesquisa doutoral e tece parcerias entre Colômbia e Brasil. Ser Unijuí, como estudante estrangeiro, é fazer academia e pesquisa com amizade e ter um equipe de professores e técnicos sempre com os braços abertos para compartilhar experiências”, disse.

Docente na Universidade Politécnica Estatal de Carchi (UPEC), Luis Adolfo Patiño Hernández, do Equador, agora é doutorando em Modelagem Matemática e Computacional na Unijuí. Ele agradece a oportunidade de estudar na Universidade e diz que quer compartilhar o conhecimento e as experiências adquiridas com alunos da UPEC, com pessoas da sua província e país, em um futuro próximo, desenvolvendo projetos acadêmicos entre ambas as instituições.

Um agradecimento especial também foi feito por Baba Kante, do Senegal, que agora faz parte do mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí. O agradecimento vai não só à assessora de Relações Internacionais, Vanderléia de Andrade Haiski, mas ao corpo docente pelo acolhimento e disponibilidade. “Estou muito feliz por estar entre vocês, como aluno da Unijuí, para um mestrado que é de suma importância para meus estudos, cujo tema rima perfeitamente com as aspirações do governo de meu país.”

Integrante do mestrado em Educação nas Ciências, Abdoulaye Souare, do Senegal, diz que é uma honra frequentar a Unijuí e que o mestrado é de grande valia para sua carreira. “O meu desejo é seguir o doutorado depois de defender o mestrado”, completou. Também estudante do Programa de Educação nas Ciências, Gaston Achaval, da Argentina, reforçou que a Unijuí, nesta pandemia, encurtou distâncias e ingressou em suas casas. “O mestrado em Educação nas Ciências é um desafio muito grande e uma possibilidade de crescimento, tanto em nível pessoal como profissional. O acompanhamento dos professores aumenta o desejo de fazer o trajeto da melhor maneira possível. Eu realmente aprecio a oportunidade”, disse.

Gabaki Rony Presnel Orou Dama, de Benin, que agora integra o mestrado em Desenvolvimento Regional, avalia a Unijuí como uma ótima Universidade, que dá oportunidades e melhores condições aos estudantes. “A Instituição disponibiliza as aulas de português aos estudantes estrangeiros que ainda não dominam muito bem a língua portuguesa. Fazer parte dos discentes da Unijuí é um privilégio e uma honra para mim.” Da Angola, Zinaida Ruth Maindo, que integra o mestrado em Atenção Integral à Saúde,  disse que esta é uma oportunidade única de poder fazer parte do elenco da Unijuí. “Agradeço a todos da área de relações internacionais, professores e à reitoria. Espero que, após terminar o curso, possa contribuir de forma positiva no desenvolvimento da ciência”, afirmou.

Agora aluna do mestrado em Direitos Humanos da Unijuí,  Carla Estefania Larrea Sánchez, do Equador, disse que essa é uma grande oportunidade para sua formação acadêmica e profissional. “A Unijuí e o mestrado em Direitos Humanos me dão a possibilidade de fazer um cinema com mais consciência e profundidade. Além disso, permite cursar uma disciplina que adoro e considero necessária, que não tem fronteiras e é fundamental na construção de sociedades mais justas e equitativas. Espero poder contribuir com a construção acadêmica realizada pela Unijuí e me alimentar do conhecimento dos professores e colegas”, disse, referindo-se, também, ao Projeto de Extensão Cinema e Direitos Humanos da Unijuí.

Do Peru,  Erikson Enrique Gutierrez Marquez faz parte do curso de doutorado em Desenvolvimento Regional. Ele afirma que a Unijuí é uma porta para os seus sonhos e objetivos pessoais. “Na Universidade, estou aprendendo para além do lado acadêmico. Existe o fator humano, a autonomia que se deve ter para pensar além do que se imagina e contribuir com conhecimentos. Agradeço a oportunidade e afirmo: se eu pudesse repetir toda a experiência com a Unijuí, faria um milhão de vezes. Por enquanto, do Peru, mas assim que a pandemia acabar, estarei aí.”

Aluna do mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade, Gabriela del Mar Perez Villota, da Colômbia, disse que a Unijuí está lhe permitindo continuar o seu sonho de estudar. Opinião compartilhada por Domingos João Pedro Bernardo, da Angola, estudante do mestrado em Atenção Integral à Saúde. “A Unijuí é, para mim, mais uma porta que se abre. Uma oportunidade de partilhar conhecimentos e aprender a olhar os assuntos com outros olhos.”

Saia da zona de conforto: faça pós-graduação Unijuí

23 de fevereiro de 2021
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados