Com o maior público da história do futebol feminino no País, Inter e Corinthians empatam em 1 a 1 pela final do Brasileirão - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com ">

Com o maior público da história do futebol feminino no País, Inter e Corinthians empatam em 1 a 1 pela final do Brasileirão

19 de setembro de 2022

O primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro feminino de futebol entrou para a história. O estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, recebeu 36.330 torcedores, público recorde em uma partida entre as mulheres no Brasil. Dentro de campo, o Inter e o Corinthians empataram em 1 a 1, com gols de Millene, para as coloradas, e Jheniffer, para as paulistas.

O jogo começou em ritmo acelerado, com o Corinthians, embora fora de casa, controlando as ações, principalmente pelo lado esquerdo, com Tamires e Adriana. O time paulista tentava chegar ao gol colorado com investidas em um jogo mais direto, seja por baixo, com construção desde a zaga, com Tarciane, ou mesmo pelo alto.

Mas o Beira-Rio lotado rapidamente começou a fazer a diferença e, aos 8 minutos, Duda, a melhor em campo pelo Inter, obrigou Lelê a fazer linda defesa para evitar o primeiro gol do time da casa.

A jogada fez as gurias coloradas crescerem no jogo. Empolgadas pela torcida, elas começaram a pressionar. Aos 12, Millene quase abriu o placar e, logo na sequência, Duda acertou a trave com um foguete de fora da área.

Embora tivessem diminuído a intensidade, as coloradas eram superiores, até que, aos 31 minutos, conseguiram transformar o controle do jogo em gol: Duda fez linda jogada pela direita, invadiu a área e cruzou para Millene, que girou e bateu para mostrar que a lei do ex também funciona entre as mulheres.

Aos 12 minutos, a ex-colorada Jheniffer recebeu um lançamento nas costas da zaga, disparou, invadiu a área e deslocou Mayara para empatar, jogando um balde de água fria nos torcedores do Inter.

Passado o choque pelo empate, as coloradas colocaram a bola no chão e voltaram a se impor. Se não fosse a atuação fantástica da goleira Lelê, que impediu ao menos três chances do Inter no segundo tempo, o time levaria um resultado mais justo para São Paulo.

Depois, o VAR entrou em ação. Após uma entrada dura revisada pelo árbitro de vídeo, a juíza Deborah Cecilia Cruz Correia deu cartão vermelho para Isabelle e enfureceu o público.

Com uma jogadora a mais, o Corinthians ainda tentou pressionar nos últimos minutos, mas o placar ficou em 1 a 1.

Os times se enfrentarão novamente no sábado (24), na Neo Química Arena, em São Paulo, a partir  das 14h.

Fonte: O Sul

Pós-Graduação Unijuí – Para quem reinventa o amanhã

29 de março de 2022
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados