Governo do Estado investe na recuperação da rede elétrica das escolas estaduais – NoroesteOnline.com

Governo do Estado investe na recuperação da rede elétrica das escolas estaduais

4 de julho de 2018
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
No trabalho de recuperação da parte elétrica das escolas estaduais, deteriorada por décadas sem manutenção, o governo do Estado nomeou, nesta semana, 12 engenheiros elétricos e oito engenheiros civis. Eles vão atuar na força-tarefa composta pelas secretarias estaduais da Educação (Seduc), de Obras, Saneamento e Habitação e de Planejamento, Gestão e Governança (SPGG), que desenvolve um projeto para reforma de quase mil estabelecimentos da rede estadual. A nomeação dos novos servidores foi assinada nessa semana pelo governador José Ivo Sartori.
“Certamente isso dará novo ritmo às obras, sobretudo neste projeto de recuperação de quase metade da rede, bastante deteriorada há décadas pela falta de investimento”, afirmou o secretário da Educação, Ronald Krummenauer.
Na quinta-feira (28), foi assinada a ordem de início, para a reforma da Escola Estadual de Ensino Fundamental Érico Veríssimo, de Viamão, que havia ficado sem luz após um curto circuito. Orçada em R$ 33 mil, a reforma terá início na próxima terça-feira (3). Dono da empresa ST Construtora, que ganhou a licitação pelos serviços, o empresário Gilmar Teixeira disse, nesta sexta-feira (29), estar convicto de que a reforma terminará antes do prazo de 30 dias.
Avaliação
Em março, o secretário Ronald Krummenauer, e uma comitiva formada por diretores de departamentos estratégicos da Seduc percorreram todo o Rio Grande do Sul para conversarem, pessoalmente, com 2.500 diretores de escolas da rede estadual. Chamado de Bate-Papo com os Diretores, o evento serviu para identificar os problemas de cada estabelecimento de ensino e, assim, elaborar ações estratégicas. “Um dos problemas que constatamos ser comum a mais de 90% das escolas está relacionado à parte elétrica. Muitas têm mais de 50 anos e nunca haviam recebido qualquer tipo de melhoria. A partir daí, começamos a elaborar um plano”, resumiu Krummenauer.
Desde então, 11 universidades foram contatadas e aceitaram, de forma voluntária, uma parceria para atuar nas escolas. Pelo projeto, alunos prestes a se formar e professores, sob supervisão de engenheiros da Secretaria de Obras, desenvolvem projetos de reforma elétrica nas escolas. Dessa forma, os custos são reduzidos e há mais rapidez no processo. “Criamos 11 polos, cada um com uma universidade, e alguns trabalhos já estão sendo executados”, revelou o diretor administrativo da Seduc, Rogerio Leal.
Foram contratados 70 estagiários. O repasse inicial é de R$ 40 milhões, com prioridade para os 200 casos de mais gravidade. Ao longo de quatro anos, o projeto atende 911, com investimento total de R$ 200 milhões. A verba é de um empréstimo junto ao Banco Internacional (Bird), além de contrapartida do governo do Estado.

Vestibular Verão 2021 Unijuí

23 de outubro de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content