Médico Fábio Franke assume presidência da principal entidade brasileira sobre pesquisa clínica – NoroesteOnline.com

Médico Fábio Franke assume presidência da principal entidade brasileira sobre pesquisa clínica

11 de junho de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O médico coordenador do Centro de Alta Complexidade em Oncologia-Cacon do Hospital de Caridade de Ijuí(HCI), especialista em oncologia Fábio Franke é o novo presidente da Aliança Pesquisa Clínica Brasil, com sede em São Paulo. A organização é uma iniciativa inédita para fomentar a discussão sobre o atual cenário da pesquisa clínica no Brasil e conscientizar a todos sobre a importância desse segmento para a saúde pública, visando impacto significativo em melhorias para o paciente e para o setor de pesquisa. Integram o Comitê Gestor da iniciativa: pesquisadores, pacientes, médicos e outros importantes representantes do setor.
Conforme explica o médico ijuiense, a pesquisa clínica é um empreendimento de interesse nacional e responsabilidade de pacientes, comunidade médica e científica, governo, empresas e entidades de pesquisa.
“Embora tenha características propícias para figurar entre os principais centros mundiais nesta área, o Brasil vem perdendo posições no ranking global há duas décadas, devido à ineficiência de seu sistema regulatório. Nesse contexto, um grupo de especialistas e de organizações envolvidas com o tema se uniu e lançou em abril de 2014 uma iniciativa marcante para a história da pesquisa clínica nacional, a Aliança Pesquisa Clínica Brasil – Juntos pela ética, saúde e inovação”, explica Franke.
A mobilização inovadora envolve associações de pacientes, pesquisadores e organizações responsáveis pela condução de projetos de pesquisa clínica. Criada com a missão central de conscientizar e engajar toda a sociedade sobre a importância do segmento para a saúde pública, a Aliança visa promover impacto significativo em melhorias para o paciente e para o setor da pesquisa no Brasil.
Segundo o novo presidente da Aliança Pesquisa Clínica Brasil, o acesso a tratamentos de ponta por pacientes e pesquisadores nacionais é uma consequência direta de um sistema regulatório eficiente e ágil. “Para construirmos este cenário, a Aliança pretende estabelecer uma agenda positiva com o governo federal, para apresentar e debater medidas claras e viáveis de mudanças no sistema regulatório”, explica. Fábio Franke destacou algumas delas: a descentralização do poder decisório sobre as análises, a uniformidade das normas legais, a comunicação eficaz entre governo e pesquisadores, o cumprimento de prazos e a agilidade dos serviços alfandegários. O Cacon do HCI é referência mundial em pesquisa clínica, com testes e estudos com medicamentos inovadores, que vem de países como França, Estados Unidos, Japão e Alemanha e utilizados no combate aos tumores. O primeiro estudo foi realizado em 2006 com uma paciente que estava com câncer de pulmão, Atualmente, são mais de 60 protocolos de pesquisa para os mais diversos tipos de tumores.

EAD UNIJUÍ

31 de julho de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content