Retrospectiva 2018 – Confira o que aconteceu em fevereiro – NoroesteOnline.com

Retrospectiva 2018 – Confira o que aconteceu em fevereiro

7 de dezembro de 2018
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Retrospectiva 2018 – Fevereiro

 

IJUÍ

 

Etnia Japonesa passa a integrar a Ueti

No dia 05 de fevereiro, a União das Etnias de Ijuí (Ueti) realizou sua primeira reunião do ano, nas dependências da ACI. As boas-vindas aos presidentes dos centros culturais que compõem a Ueti marcou o início da reunião, em especial a mais nova entidade que compõem a instituição, a Associação Regional de Cultura Japonesa – Sakura, que leva em seu nome a flor símbolo do Japão, relacionada diretamente à renovação.

A inserção da Etnia Japonesa marca a renovação do movimento étnico de Ijuí que caminha a passos largos através da busca incessante por projetos culturais, de desenvolvimento social, cultural e artístico.

Segundo o Presidente Nelson Casarin “ao chegarmos no marco de 30 anos da UETI, temos a honra em fazer parte deste momento histórico para Ijuí e para o Rio Grande do Sul, pois a fundação de um centro cultural japonês em nosso município marca a importância de reconhecermos Ijuí como Capital Nacional das Etnias”.

Mateus Mitsuo Asada, descendente de japoneses e o primeiro Presidente da Etnia se mostrou emocionado em lembrar a história de seus antepassados, quando em 1987 tentaram instituir um centro cultural em Ijuí e que pelas circunstâncias da época, filhos e netos após 30 anos realizam os sonhos de ontem deixando um legado importantíssimo para as futuras gerações.

 

Vinte e quatro famílias recebem as chaves das residências do Parque da Pedreira

A espera acabou. A alegria e a emoção tomaram conta dos rostos das 24 famílias que receberam as chaves das suas respectivas casas, no Condomínio Habitacional Parque da Pedreira. O Poder Executivo, através da Secretaria Municipal de Habitação, realizou no dia 15 de fevereiro, a cerimônia de assinaturas dos contratos e entrega das chaves das residências.

Esse investimento é uma realização por meio da parceria do Poder Executivo e do Governo Federal via Caixa Econômica Federal, gestora do Programa Minha Casa Minha Vida. O superintendente Lúcio Hackenhar destacou que o projeto Parque da Pedreira compreende em 154 moradias, entre estes, os apartamentos e as 24 residências já entregues. “Existe a contratação de mais 50 unidades habitacionais para concluir apenas o projeto habitacional do Parque, fora os outros investimentos que estão sendo feitos. Aqui em Ijuí já são 1209 unidades, mas de R$ 47 milhões aplicados”, disse.

O secretário de Habitação, Ramsés Lemos, resgatou o cenário de como era o Parque da Pedreira, com moradias que apresentavam problemas, às vezes sem solução, as ruas sem pavimentação e ligações precárias de água e luz. “Hoje, se visualizarem no teto solar saibam que terão água aquecida o ano inteiro, e isso irá gerar uma economia de mais de 50%. Então, cuidem das suas casas. Plantem flores, façam uma horta e mantenham seus vizinhos”, relatou Ramsés que lembrou também do esforço realizado na gestão do ex-prefeito Fioravante Ballin.

 

Traficante é preso com 800 pedras de crack em Ijuí

A polícia encontrou cerca de 800 pedras de crack, além de cocaína e balança de precisão em fevereiro. De acordo com o capitão Gilmar Bischoff, conforme relato do traficante, a droga pertence a um indivíduo que está preso na Penitenciária Modulada de Ijuí. Além disso, existe a suspeita que o indivíduo dono do entorpecente tenha envolvimento em homicídios ocorridos no ano passado em Ijuí. O prejuízo para o tráfico nesta ação pode chegar a R$ 10 mil.

 

RIO GRANDE DO SUL

 

Lojas Havan chegam ao RS com investimentos de quase R$ 2 bilhões

A rede catarinense de lojas Havan se reuniu em fevereiro com o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, e com o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, no Palácio Piratini, para definir os últimos detalhes sobre os empreendimentos em solo gaúcho.

A Havan conta atualmente com lojas em 15 estados brasileiros. Entre as cidades especuladas para receber os empreendimentos estão Porto Alegre, Santa Maria, Passo Fundo e Canela. O foco da empresa é atuar em cidades de porte médio e cerca de 50 unidades podem ser abertas nos próximos anos no Rio Grande do Sul, a partir da conclusão da negociação de hoje.

 

Rodovias federais registram 10 mortes e 79 acidentes durante Carnaval no RS

Durante o Carnaval, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou mais de 10 mil infrações de trânsito em rodovias federais no Rio Grande do Sul. A maioria das autuações – 71% – foi por excesso de velocidade, um dos fatores que mais agrava acidentes, segundo a PRF. De acordo com a PRF, em quatro dias, houve 79 acidentes nas estradas federais do Rio Grande do Sul. Do total, sete colisões com gravidade que provocaram a morte de ao menos dez pessoas – duas delas faleceram no hospital, após atendimento médico.

O balanço parcial da operação Viagem Segura de Carnaval apontou ainda que 164 pessoas foram multadas por embriaguez ao volante. Do total, 96 motoristas se recusaram a fazer o teste do bafômetro, mas, mesmo assim, foram autuados em quase R$ 3 mil e tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida.

 

BRASIL

 

Brasil confirma 353 casos e 98 mortes por febre amarela desde julho de 2017

Balanço do Ministério da Saúde divulgado em fevereiro atualiza em 353 o número de casos confirmados de febre amarela e em 98 os óbitos provocados pela doença entre 1º de julho de 2017 e 6 de fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, foram confirmados 509 casos e 159 óbitos.

De acordo com o boletim, foram notificados em todo o país 1.286 casos suspeitos de febre amarela, sendo que 510 foram descartados e 423 permanecem em investigação. “Os informes de febre amarela seguem, desde o ano passado, a sazonalidade da doença, que acontece, em sua maioria, no verão. Dessa forma, o período para a análise considera de 1º de julho a 30 de junho de cada ano”, informou a pasta.

 

Paulo Maluf tem mandato de deputado suspenso na Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), suspendeu no dia 19 de fevereiro o mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP), que está preso desde o dia 20 de dezembro. Para substituir o ex-prefeito de São Paulo no cargo, foi convocado o suplente Junji Abe (PSD-SP).

Dois dias após a prisão, Maia já havia determinado a suspensão do salário de R$ 33.700 do parlamentar. A medida também atinge recursos como funcionários, verba de gabinete, cota para viagens e auxílio-moradia.

A perda de mandato do parlamentar estava prevista pela decisão da Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), que condenou Maluf a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão em regime inicial fechado.

Maluf é acusado de lavagem de dinheiro devido a movimentações bancárias de R$ 48,45 milhões (US$ 15 milhões) entre os anos de 1998 e 2006 em contas na ilha de Jersey, paraíso fiscal localizado no Canal da Mancha.

Pós-Graduação Unijuí

3 de dezembro de 2018
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content