Rodoviária de Panambi funcionará somente até o final do ano - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com

Rodoviária de Panambi funcionará somente até o final do ano

4 de dezembro de 2020

De acordo com a administradora Amália Kalweitt Donatto, pandemia inviabilizou a manutenção dos serviços nos atuais moldes estabelecidos. Queda no números de passageiros, encomendas e a exclusão de linhas geraram perdas de 63% na arrecadação, culminando com a rescisão do contrato de todos os funcionários, que cumprirão jornada de trabalho até o dia 31 de dezembro deste ano.

Um serviço essencial na mobilidade pública pode deixar de existir em Panambi, a partir de 31 de dezembro de 2020. Em entrevista exclusiva ao Jornal A Notícia do Vale, a administradora e concessionaria do terminal rodoviário de nosso município Amália Kalweitt Donato confirmou que o Contrato Provisório e precário por tempo indeterminado, estabelecido entre o DAER – Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem/RS e a concessionária panambiense, não mais será cumprido. Conforme relata a administradora, a licitação ocorrida no mês de agosto teve como vencedor um grupo financeiro da região de Pelotas/RS. Contudo, a não apresentação de documentos fiscais por parte do vencedor inviabilizou o certame licitatório, ficando novamente vaga a concessão para a prestação dos serviços.

Trabalhando há mais de 50 anos como agentes rodoviários no município, a Família Kalweitt, que construiu uma história na cidade ao gerenciar o livre acesso de pessoas e a construção de tantos sonhos pelas estradas do Brasil, abandona os serviços frente a inviabilidade econômica na manutenção dos mesmos. Conforme Amália, somente no último ano, cerca de 70% dos horários de linhas para o município foram reduzidos, perdendo-se inclusive, o embarque, desembarque e conexão de passageiros nas linhas interestaduais. Desde março deste ano, a pandemia do COVID-19 agravou significativamente a viabilidade na prestação de serviços, gerando uma perda econômica de 63% da arrecadação bruta do concessionário, forçando, em um primeiro momento, a redução do quadro funcional, e culminando, agora, com a rescisão do contrato de todos os funcionários remanescentes, que cumprirão jornada de trabalho até o dia 31 de dezembro deste ano. “Não era a nossa intenção de que Panambi, uma cidade com mais de 40 mil habitantes, ficasse sem um terminal rodoviário. Só que, ao longo dos anos, a procura pelos serviços rodoviários reduziu muito, o que ficou ainda pior a partir da pandemia”, justifica a concessionária.

Entretanto, a solução temporária para que o município mantenha o terminal rodoviário, é a troca societária. Por este instituto, uma nova sociedade ou grupo assumiria o contrato provisório vigente com o DAER, prestando os serviços até a realização de uma nova licitação. “Para nós concessionários atuais, é uma solução viável. Em havendo uma empresa estabelecida interessada, realizamos a troca societária e os serviços continuam a ser prestados no ponto estabelecido. Contudo, não havendo interessados até o último dia de 2020, o ponto fechará”, revela Amália Kalweitt Donato.

FONTE: PANAMBI NEWS

Vestibular Verão 2021 Unijuí

23 de outubro de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados