Ato Público celebra a conquista e o início do curso de Medicina na Unijuí – NoroesteOnline.com

Ato Público celebra a conquista e o início do curso de Medicina na Unijuí

8 de março de 2019
Compartilhar
  • 51
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    51
    Shares

Prestes a iniciar o primeiro semestre letivo do curso de Medicina, a Unijuí promoveu um ato público, com o objetivo de agradecer e marcar o empenho da comunidade regional em trazer um projeto para formação de médicos preparados e preocupados com a saúde. O evento, que contou com a participação de diversos entidades parceiras de mobilização em prol do curso na Unijuí, contextualizou toda a trajetória que marcou essa conquista regional.

Ex-Reitores da Universidade, lideranças regionais, presidentes e diretores de entidades de classe e membros do poder público, celebraram a conquista durante o ato. O primeiro a falar foi o ex-reitor Adelar Baggio, ele enumerou os desafios estratégicos que a região precisa encarar a partir do curso de Medicina e uma “necessidade urgente: formar médicos que busquem inovações para a saúde regional”. Telmo Frantz, também ex-Reitor, falou sobre o contexto da criação do Projeto do Curso nos anos 90. Fez um resgate sobre o cenário da Universidade e das políticas públicas para a área, que culminou na conquista após tentativas mais recentes, contando com o apoio de lideranças. Martinho Kelm, outro ex-reitor empenhado na conquista, afirmou que vê o curso de Medicina como se fosse uma jornada épica: “pois foi uma longa jornada de conquista, envolta em diversas etapas”.

Já o prefeito de Ijuí, Valdir Heck, falou sobre a importância da Fidene/Unijuí para a comunidade, citou a importância de formar novos médicos para a região e ressaltou que houve muita luta pela conquista do Curso de Medicina. A atual reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, encerrou os pronunciamentos do ato. Ela se emocionou ao agradecer a todos que participaram do ato e também destacou que ainda há muito a fazer para garantir mais políticas públicas que garantam acesso à educação e saúde. “Precisamos nos orgulhar desta vitória. E, a partir de agora, temos o grande desafio, compete a nós, Unijuí, hospitais, rede de atenção básica, a materializar este grande desafio: a formação de novos médicos a partir de uma política pública, que possa transformar e qualificar a saúde de uma população e de uma região”, complementou.

Entre as lideranças que discursaram ou que enviaram mensagens estão:

– Ana Amélia Lemos, secretária extraordinária de Relações Federativas e Internacionais do RS;

– Darcísio Perondi, deputado federal;

– Jorônimo Gorgen, deputado federal;

–  Pompeo de Matos, deputado federal;

– Luiz Carlos Heinze, senador da República;

– Elvino Bohn Gass, deputado federal;

– Gerson Burmann, deputado estadual;

– Fioravante Ballin, ex-prefeito de Ijuí;

– Cláudio Matte Martins, presidente do HCI;

– Luiz Antônio Benvegnú, vice-prefeito de Santa Rosa;

– Daniel Hinnah, prefeito de Panambi;

– Eleandro Lizot, secretário de Educação de Ijuí;

– Nilo Leal da Silva, presidente da Associação Comercial e Industrial de Ijuí;

– Bruno Hass, presidente do Sindilojas Noroeste;

– Antenor José Vione, presidente do Sicredi das Culturas;

–  Marco Aurélio Ferreira, diretor executivo da associação nacional dos hospitais privados;

– Jeferson Dalla Rosa, vereador, representando a presidente da Câmara de Vereadores de Ijuí, senhora Alexandra Lentz;

Confira o evento na íntegra acessando o canal da Unijuí no Youtube:

                            

 

Conheça o histórico até a conquista do curso

Em 1992, a Unijuí fez sua primeira tentativa para implantar o curso de Medicina na região Noroeste. No entanto, foi em 2012 que a Unijuí liderou uma mobilização regional, articulada junto à Prefeitura, Câmara de Vereadores, HCI, Bom Pastor, ACI, OAB, Sindicatos, Presidentes de bairros, empresários, médicos, deputados, representantes dos Rotarys Clubs da cidade, Lions, Coredes, secretários municipais, dentre outras instituições e personalidades. À época, essas entidades criaram o Comitê Comunitário Pró-Curso de Medicina em Ijuí. O projeto também teve o apoio de diversos políticos da bancada gaúcha em Brasília e da Assembleia Legislativa do Estado.

Em 2013, o comitê realizou uma série de mobilizações políticas que tiveram como objetivo apresentar o projeto do curso de Medicina e mobilizar entidades, instituições e deputados em favor da abertura de edital para o Rio Grande do Sul que, em outubro deste mesmo ano, foi divulgado pelo MEC. Em 2014, o Governo Federal autorizou a criação de 39 novos cursos de medicina em todo país, sendo quatro deles em municípios do Rio Grande do Sul: Erechim, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Ijuí.

Em julho de 2015, no entanto, o MEC divulgou as universidades aptas a implantarem o curso de medicina. O resultado, anunciado em coletiva de imprensa pelo então ministro Renato Janine Ribeiro, chocou a comunidade regional. Sem sequer avaliar o projeto da Unijuí e baseada em critérios econômicos nunca antes divulgados no edital, o Ministério da Educação considerou outra instituição de educação superior apta a oferecer o curso de Medicina em Ijuí, em detrimento da Unijuí que havia construído um trabalho de 58 anos de luta pelo desenvolvimento da região Noroeste do Rio Grande do Sul.

Na busca por transparência, a Unijuí realizou uma mobilização política e comunitária para garantir a transparência do edital. No ano seguinte, a instituição ganhadora no certame, desistiu de realizar a implantação do curso no município, o que levou a realização de um novo edital em 2017. Neste mesmo ano a Unijuí foi escolhida pelo MEC como a instituição que implementaria o curso de Medicina no município de Ijuí, sendo fundamental na formação dos jovens médicos que irão qualificar, ainda mais, o quadro de profissionais de toda região Noroeste.

No ano, de 2018 novo revés, paralisando todo processo de autorização do curso, agora suspendendo a continuidade, nas três cidades contempladas com o curso, Tucuruí, Limeira e Ijuí. Novamente recorre-se, agora a justiça, com objetivo de solicitar o desmembramento da determinação, considerando o não questionamento da habilitação de Ijuí e o primeiro lugar da Unijuí.

Neste contexto, a Desembargadora responsável, segmenta o processo e a última etapa do Edital é realizada em dezembro de 2018, com a visita in loco do munícipio, hospitais e instituição, o que leva a publicação da Portaria de autorização do curso de Medicina, na Unijuí em 26 de dezembro de 2018.

A realização do vestibular foi no dia 24 de fevereiro (linkar matéria). A primeira turma terá 30 integrantes, que irão iniciar as aulas na segunda-feira, dia 11 de março. O próximo vestibular irá ocorrer no dia 14 de julho, quando devem ingressar mais 20 estudantes.

Vestibular de Inverno 2019 Unijuí

20 de maio de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content