Carlos Menem, ex-presidente da Argentina, morre aos 90 anos - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com ">

Carlos Menem, ex-presidente da Argentina, morre aos 90 anos

14 de fevereiro de 2021

O ex-presidente da Argentina Carlos Menem, atual senador pela província de La Rioja, morreu neste domingo (14), aos 90 anos, em uma clínica de Buenos Aires. Menem foi o governante que mais tempo comandou a Argentina, de 1989 a 1999, com um programa neoliberal.

Menem havia sido hospitalizado várias vezes nos últimos meses, e em 29 de dezembro não conseguiu participar da votação no Senado sobre a lei do aborto na Argentina por estar internado.

Uma forte pneumonia diagnosticada em 13 de junho, que piorou devido a seus problemas de diabetes, afetou seriamente sua saúde recentemente.

Internado inicialmente Instituto Argentino de Diagnóstico, foi transferido para o Sanatório Los Arcos, em Palermo, para um check-up de próstata, onde foi diagnosticada com uma infecção urinária que piorou problemas cardíacos existentes. Na véspera de Natal, Menem foi induzido ao coma após insuficiência renal. Chegou a ser despertado e sentir-se melhor, mas acabou falecendo nesta mesma clínica.

Natural da província de La Rioja, Menem foi responsável por estabelecer a taxa de câmbio de um peso igual a um dólar, o que mais tarde culminou na pior crise do país em 2001. Ele teve três filhos em dois casamentos, o primeiro com Zulema Yoma e o segundo com a ex-miss Universo Cecilia Bolocco.

Chegou a ser investigado em vários casos por corrupção, mas não foi condenado à prisão, exceto por uma prisão domiciliar preventiva em 2001, em julgamento por contrabando de armas para a Croácia e Equador. Na ocasião foi libertado semanas depois e absolvido por excesso de prazo em um caso que levou 25 anos.

Fonte: O Sul

Saia da zona de conforto: faça pós-graduação Unijuí

23 de fevereiro de 2021
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados