Confira cuidados para usar aquecedores com segurança no frio – NoroesteOnline.com

Confira cuidados para usar aquecedores com segurança no frio

10 de julho de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O inverno começou em junho, mas foi a primeira semana de julho que fez os gaúchos tirarem os casacos e cobertores dos armários.  O frio faz com que muitas pessoas recorram aos aquecedores, de diversos modelos, para manter a casa, escritório e outros ambientes aquecidos. Mas é preciso atenção: estes aparelhos podem causar acidentes e devem ser usados com alguns cuidados.

Aquecedores portáteis

Os aquecedores devem ser instalados e usados de acordo com as orientações dos manuais de instrução do produto e é aconselhável fazer revisões periódicas nos aparelhos para evitar falhas. Eles devem ser mantidos a uma distância segura de tecidos e outros materiais inflamáveis. Também devem ser bem fixados em locais seguros, distantes de crianças e animais de estimação. Lembre-se também de manter portas ou janelas entreabertas, para que o ar circule – estes aparelhos “queimam” o oxigênio.

Aquecedores a gás

Devem sempre ser instalados em locais com boa ventilação e com chaminé de exaustão. A manutenção deve ser feita anualmente e a instalação deve ser feita por especialistas. A chama deve sempre apresentar a coloração azul – se estiver amarela, a regulagem não está adequada e a combustão não é completa, o que resulta na produção de monóxido de carbono, um gás tóxico.

Outros aquecedores

Não é aconselhável utilizar métodos alternativos de aquecimento, como a queima de álcool, que pode ocasionar acidentes. Esses meios, além de queimar o oxigênio disponível, aumentando o risco de asfixia, ainda são causadores de incêndio frequentes.

Em casos de lareiras e outros métodos similares, é recomendável fazer uma instalação segura, com profissionais capacitados, e isolar o fogo adequadamente, para evitar que crianças e animais de estimação sofram acidentes. Também é aconselhável manter o ambiente arejado ao utilizá-los.

Cuidados com a dengue

Época de frio, início do inverno e os cuidados contra a dengue diminuem. Isso ocorre porque o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, circula menos durante períodos mais frios, mas se os criadouros não forem eliminados, os ovos depositados podem permanecer intactos por meses e, quando a estação quente recomeçar, eles vão eclodir, dando origem a um novo ciclo do mosquito.

É o que explica a especialista Ivana Belmonte. Para ela, a prevenção é a forma mais eficaz de se combater o mosquito e essa é uma tarefa que depende muito da contribuição da população. “Mais de 60% dos criadouros estão nos quintais e dentro das residências, em recipientes que acumulam água parada”, disse.

Pesquisa

Segundo o primeiro Liraa (Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti) de 2019, divulgado em abril pelo Ministério da Saúde, 994 municípios apresentaram alto índice de infestação para as doenças provocadas pelo mosquito, com risco de surto para dengue, zika e chikungunya. O aumento da incidência de casos de dengue em todo o País foi de 339,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: O Sul

Vestibular de Verão UNIJUÍ 2020

30 de setembro de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content