Cuidados básicos podem prevenir doenças vasculares neste Carnaval – NoroesteOnline.com

Cuidados básicos podem prevenir doenças vasculares neste Carnaval

21 de fevereiro de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Bebidas alcoólicas em excesso são uma das grandes responsáveis pelo inchaço nas pernas

No Carnaval, mesmo em clima de animação e muita folia, é comum que as pessoas cheguem ao final do dia apresentando dores nas pernas e inchaço. Na maioria das vezes, esses sintomas são provenientes de um grande esforço físico, entretanto, também podem sinalizar problemas de saúde, como a trombose.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), Dr. Bruno Naves, após um longo dia nos blocos ou desfiles de Carnaval, o ideal é que a pessoa faça uma compressa fria nas pernas e, depois, massageie os pés em direção aos joelhos com um creme hidratante. Esse procedimento melhorará a circulação sanguínea e trará uma sensação de relaxamento. O médico ainda afirma que o ideal é que a pessoa faça pausas para descanso, para que consiga aproveitar toda a festa.

A hidratação é outro fator muito importante. Principalmente se a pessoa estiver consumindo bebidas alcoólicas ou debaixo do sol por muito tempo. “O consumo de álcool causa inchaço. Para evitar, é importante beber com moderação e se hidratar bastante, mas com água”, alerta o médico. Ele ainda orienta que energéticos não sejam misturados com álcool, pois, podem levar à arritmia cardíaca e à pressão alta.

Pessoas diagnosticadas com problemas vasculares devem ter cuidado dobrado na hora de cair na folia, para evitar transtornos futuros. O Dr. Naves explica que pessoas com trombose venosa profunda, embolia pulmonar ou doenças causadas por falta de circulação em que o paciente sente dor mesmo sem esforço físico, não devem sair para os blocos de rua ou desfiles.

Já pessoas com varizes, precisam evitar o esforço das pernas por tempo prolongado. Pois, quando há uma dilatação intensa dos vasos sanguíneos, aumenta-se o risco de rompimento, principalmente pelo excesso de calor e trauma local. Pacientes com a doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) devem proteger os pés, para que não haja ferimentos. Sapatos confortáveis e fechados são extremamente importantes.

Por fim, Dr. Naves recomenda que as pessoas usem bastante protetor solar. “Super-homem e mulher maravilha são fantasias, na vida real precisamos de uma boa alimentação, moderação na bebida, descanso e tranquilidade”, completa.

A SBACV

A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) é uma associação sem fins lucrativos, que visa a defender os direitos de seus profissionais, médicos e residentes, especialistas em saúde vascular. Além disso, tem como objetivo incentivá-los à produção científica, aprofundando as pesquisas nas áreas de Angiologia, Cirurgia Vascular e Endovascular, Angiorradiologia e outras modalidades.

A entidade trabalha com uma política alinhada aos valores da AMB (Associação Médica Brasileira) e do CFM (Conselho Federal de Medicina) a fim de conduzir a instituição de maneira ética, sempre valorizando as especialidades médicas em questão. Atualmente, conta com 23 associações regionais espalhadas por todo o Brasil.

Processo Seletivo EaD Unijuí

28 de janeiro de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content