Especialista dá dicas para manter saúde firme durante dias frios do inverno: “alimentação é tudo” – NoroesteOnline.com

Especialista dá dicas para manter saúde firme durante dias frios do inverno: “alimentação é tudo”

12 de julho de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As temperaturas mais baixas durante o inverno contribuem bastante para a vulnerabilidade do organismo, o que pode resultar em gripes, resfriados, viroses, entre outras doenças. Por isso, na época mais fria do ano, é importante manter uma alimentação balanceada, porém, rica em vitaminas e minerais. Além disso, o consumo de substâncias antioxidantes também é fundamental para que o sistema imunológico fique mais resistente a vírus e bactérias. De acordo com Luciana Novaes, nutricionista e mestre em Saúde Pública da Fiocruz, a falta de imunidade pode estar ligada a um cardápio pobre em frutas, verduras e legumes.

Uma boa dica da especialista é a relação entre as cores dos alimentos e seus benefícios. “Alimentos de cor alaranjada, como cenoura, abóbora e manga, assim como os de cor verde-escuro, caso da rúcula e do agrião, possuem uma grande quantidade de vitamina A. Porém, os dois últimos são ricos em vitamina C, assim como os cítricos e a goiaba, importante para a produção de células do sistema imune. Além disso, eles possuem ação antioxidante”, diz a nutricionista.

Segundo Luciana, é importante investir nos alimentos certos e o consumo deve ser diário. “A pessoa não precisa tomar suco de laranja todos os dias. O ideal é substituir por outros alimentos, sempre incluindo nas receitas do dia a dia. O alho e a cebola são bons exemplos. Ajudam a fortalecer o sistema imune”, explica.

O jornalista Pablo Lima, de 43 anos, conta que seu organismo tinha dificuldade para absorver os nutrientes. Ele buscou ajuda de uma especialista e precisou passar por uma reeducação alimentar. “Cheguei a adquirir uma anemia. Eu vivia gripado. Hoje, o consumo de frutas e verduras é diário”, diz. Segundo Pablo, após a mudança de hábito, ele já está há mais de três anos sem ficar gripado. “Só me trouxe benefícios”, completa.

Também adepta à alimentação como método de prevenção, a dentista Thalita Menezes, de 25 anos, acredita que o equilíbrio seja a chave para manter a imunidade em dia. “Costumo comer várias frutas por dia, além de bastante verduras e legumes. Às vezes, misturo ingredientes como couve, hortelã e gengibre em alguns sucos. Também me obrigo a beber mais água, já que muitas vezes acabo esquecendo”, relata.

Segundo dados do Ministério da Saúde, pelo menos 2 mil pessoas morrem ao ano em consequência da gripe sazonal, que é a gripe comum. Por isso é muito importante tomar certos cuidados, incluindo tomar a vacina e ficar atento em fortalecer nosso sistema imunológico.

“A alimentação, aliada à prática de exercícios físicos aumenta bastante a imunidade. No entanto, a população precisa entender a importância da vacinação. A eficácia é comprovada. Mantendo o ciclo completo, a pessoa estará muito mais protegida”, finaliza Luciana Novaes.

Vale lembrar que, embora a capital fluminense tenha vacinado 93,4% da população alvo. O estado aparece como o segundo do país com o maior número de mortes causadas pelo vírus da gripe este ano. Segundo os dados do Ministério da Saúde, de janeiro a junho, foram 41 casos no Estado. O número é superior ao registrado em todo o ano de 2018, quando houve o registro de 30 mortes.

“É importante ressaltar que a vacina ainda é um método muito importante, que salva vidas. Quanto maior o cuidado, menos risco vamos correr”, alerta Luciana Novaes.

Este ano, já são 339 casos em todo o país. Segundo o Ministério da Saúde, a causa das mortes é a Síndrome Respiratória Aguda Grave, provocada pelo vírus influenza. No total, o Brasil registrou 1.576 casos da doença, em 2019.

Plano de Desenvolvimento Institucional Unijuí

30 de junho de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content