Ministério Público encaminha denúncia contra mulher que jogou água em moradora de rua, em Esteio – NoroesteOnline.com

Ministério Público encaminha denúncia contra mulher que jogou água em moradora de rua, em Esteio

16 de maio de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Ministério Público do Rio Grande do Sul instaurou uma notícia fato, procedimento anterior ao inquérito civil, contra a mulher que jogou um balde de água em uma moradora de rua em Esteio, região metropolitana de Porto Alegre.

Segundo a promotora de Justiça de Esteio, Camila Cunha, o MP recebeu a denúncia através da Ouvidoria do órgão e de uma cidadã anonima.  A denúncia do Ministério Público foi encaminhada para a Delegacia de Polícia. Também foram solicitados esclarecimentos à Prefeitura de Esteio sobre as medidas que estão sendo tomadas em relação a situação dos moradores de rua.

O vídeo gravado em Esteio, circula pelas redes sociais, gerou polêmica nesta semana e repercutiu em todo o estado. Nas imagens, uma mulher é vista jogando água em cima de uma moradora de rua e mandando que ela saia do local onde está. O vídeo foi gravado por uma terceira pessoa que não intercede durante o ato. A vítima, que aparece deitada sobre papelões, recolhe seus poucos pertences e sai.

O espaço onde foi registrada a ação fica localizado ao lado da QI Faculdade & Escola Técnica na avenida Presidente Vargas, no centro do município da região Metropolitana. A mulher que pratica a ação, seria uma funcionária da empresa de alarmes terceirizada que atendia a instituição de ensino, conforme a diretora das Escolas Técnicas QI, Patrícia Cardoso.

Patrícia afirmou ao O Sul que ficaram sabendo dos fatos na noite de terça-feira (14), pela internet, e rescindiram o contrato com a empresa na manhã desta quarta (15). “Ficamos chocados com o grau de desumanidade e de desrespeito”, destaca ela. A gestora ainda afirma ter conversado com a moradora de rua, que se chamaria Graziela.

Após diversas críticas nas redes sociais, a mulher que teria jogado água em Graziela tentou se explicar em um grupo de Whatsapp, afirmando que estava apenas cumprindo ordens, pois já haviam ocorrido arrombamentos no local.

Fonte: O Sul

Vestibular de Inverno 2019 Unijuí

20 de maio de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content