Pesquisa analisa as relações colaborativas entre instituições da área da saúde em Ijuí – NoroesteOnline.com

Pesquisa analisa as relações colaborativas entre instituições da área da saúde em Ijuí

18 de agosto de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Todos os semestres os Programas de Mestrado e Doutorado da Unijuí proporcionam defesas de Dissertações e Teses. Os trabalhos, de grande importância para a comunidade, ganham destaque em matéria por meio do projeto Popularização da Ciência, em uma ação da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão e a Coordenadoria de Marketing. Confira o texto da bolsista do projeto, Evelin Ramos. 

No Brasil os ecossistemas econômicos surgem como uma opção estratégica, possibilitando posicionamento competitivo na economia mundial do conhecimento. Dessa forma, pesquisar o sistema de saúde evidencia a relevância que o setor de serviços (um dos principais do segmento saúde) tem para o desenvolvimento econômico do Brasil, bem como, a capacidade que possui em gerar inovação para a economia, com o objetivo de impulsionar o crescimento e o desenvolvimento da produção de serviços.

Neste contexto, estudo de Mestrado, desenvolvido no Programa de Desenvolvimento Regional da Unijuí por Jéssica Casali Turcato, teve como objetivo analisar as relações interorganizacionais colaborativas, pela percepção dos representantes das principais organizações públicas e/ou privadas, comunitárias e filantrópicas ligadas à saúde do município de Ijuí/RS, na perspectiva das relações de governança colaborativa e da formação de redes, a fim de analisar a constituição de um ecossistema de aprendizado e inovação no município. O  intuito da pesquisa, intitulada, “Relações Interorganizacionais dos Atores do Sistema de Saúde do Município de Ijuí/Rs na Perspectiva de um Ecossistema de Aprendizagem e Inovação”, foi detectar o que o município de tem de diferente de outros em relação ao Sistema de Saúde, que correspondente por 9 das principais organizações que compõem o sistema: CRS, SMS, COMUS, CISA, HU, HCI, HBP, UNIJUÍ e Unimed Noroeste.

Segundo a pesquisadora Jéssica Casali Turcato, Ijuí se tornou um polo de saúde porque seus atores organizacionais que compõem o sistema, Secretaria Municipal de Saúde e Coordenadoria Regional de Saúde mantêm relação que se difere de outros municípios. “O município tem esse potencial, então consequentemente ele é mais inovador, as organizações de saúde se relacionam de forma diferente e por isso conseguem construir um ecossistema”.

Participaram da pesquisa 7 atores organizacionais que representaram as organizações da área da saúde, também como ator social foi analisado a Unijuí, pois a história da saúde pública do município esteve muito vinculada à universidade desde a implantação dos primeiros cursos da área da saúde, na década de 1980. Portanto, essa participação ativa da Unijuí traz maior proximidade em termos de mobilizar os atores para um trabalho conjunto: “a Universidade tem sido importante para o município e contribuído para crescimento na área da saúde, disponibilizando  laboratórios, equipamentos e os cursos que formam profissionais para o campo da saúde”,  explica.

                    

O estudo também analisou alguns fatores: confiança, interdependência e liderança, por exemplo. Jéssica conclui que o município possui um diferencial que está nas ações estabelecidas pelos atores em parceria, laços e apoio de uma instituição para a outra. “Percebeu-se, de modo geral, que as organizações buscam cada vez mais abrir seus processos de trabalho, mantendo relações de parceria com outras organizações, até mesmo concorrentes, atingindo dinâmicas colaborativas para aumentar a competitividade individual e tornar os ambientes em que estão inseridas mais promissores e competitivo”, observa.

O resultado do conjunto das relações de colaboração estabelecidas e da formação de redes em termos de inovação são demonstrados em diversas conquistas para o sistema, como a ampliação das infraestruturas, processos de trabalho que foram e que estão sendo implantados para qualificar o atendimento à população, formação e qualificação de profissionais da área da saúde, dentre outros apontados no decorrer da análise dos resultados da pesquisa. Assim, compreendeu-se que o sistema proporciona criação conjunta de todas os atores e alcança a coevolução concomitante de suas organizações por meio de um trabalho competitivo, constituindo um ecossistema de inovação de saúde no município.

A Dissertação de mestrado com o título “Relações Interorganizacionais dos Atores do Sistema de Saúde do Município de Ijuí/Rs na Perspectiva de Um Ecossistema de Aprendizagem e Inovação” apresentada ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional, na linha de pesquisa em Gestão Empresarial, da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Orientadora: Profª. Drª Maria Margarete Baccin Brizolla. Disponível neste link.

EaD UNIJUÍ – 100% a distância

12 de maio de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content