Polícia acredita que mulher encontrada morta em carro não foi assassinada – NoroesteOnline.com

Polícia acredita que mulher encontrada morta em carro não foi assassinada

17 de dezembro de 2018
Compartilhar
  • 411
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    411
    Shares

O delegado Afonso Stangherlin, concedeu entrevista a Rádio Sepé Tiaraju,d e Santo Ângelo, em relação a morte de Deise Daniele Roratto, que foi encontrada morta dentro do porta malas do próprio carro próximo a URI, em Santo Ângelo. A família deu falta da mulher de 40 anos de idade na sexta-feira, 14, quando ela saiu de casa às 14h e não mais retornou. No sábado, por volta das 11h, o Corolla da família foi encontrado estacionado em via pública próximo a URI, ao abrir o carro, a polícia encontrou o corpo no porta malas.

Conforme levantamento da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias não haviam lesões no corpo, não há indícios que possam apontar que uma terceira pessoa possa ter cometido o ato de assassinato. “O fato bastante estranho é ela ter ido ao porta-malas. Mas haviam digitais dela na tampa do porta-malas, então provavelmente ela puxou a tampa e inclusive estava com a chave do carro. As vezes você não quer ser socorrido ou encontrado”, explicou o delegado.

“Neste momento temos que aguardar o laudo de necropsia, pois não tem lesão nenhuma no corpo. Temos que aguardar o laudo para ver se houve ingestão de algum produto. O trabalho da polícia apontou para a inexistência de qualquer violência. O laudo deu a morte entre às 19h e 22h de sexta-feira”, explica o delegado Afonso.

Dentro do carro foi localizado um frasco de veneno e uma carta, que indica histórico de depressão.

Foto: Rádio Sepé Tiaraju

 

 

Pós-Graduação Unijuí

3 de dezembro de 2018
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content