Projeto de Gestão de Marcas desafia estudantes a trabalhar com empresas reais – NoroesteOnline.com

Projeto de Gestão de Marcas desafia estudantes a trabalhar com empresas reais

7 de agosto de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Aplicar em clientes reais os conhecimentos desenvolvidos em aula. Esta é a ideia do Projeto de Gestão de Marcas, que é desenvolvido na disciplina Gestão e Comunicação de Marcas do curso de Publicidade e Propaganda da Unijuí.

Segundo a professora Nilse Maldaner, o objetivo é planejar e desenvolver a marca de empresas reais. “Foi uma ideia que a gente já vinha trabalhando, mas que partiu, nesse momento, mais dos alunos. Eles, pensando nessa questão de apoiar marcas locais, propuseram fazer um trabalho, aprender academicamente, ter essa experiência, mas poder contribuir também com empreendedores locais”, explica.

Por isso, a primeira etapa foi buscar e selecionar essas empresas, o que foi feito por meio de um formulário online. Considerando empresas menores que muitas vezes não tem condições de contratar um profissional ou uma agência para desenvolver esse serviço, foram selecionadas três empresas da região: D’alma – Arte com Afeto, Clínica Sintonia e Fullness Soluções e Negócios. Após a escolha, foi realizado o primeiro contato com as empreendedoras escolhidas, momento em que os acadêmicos, divididos em três grupos, puderam buscar mais informações para auxiliar no desenvolvimento do projeto de gestão das marcas. No final do primeiro semestre de 2020, os alunos e as empreendedoras destacaram o propósito das marcas, e a partir dele construíram as diretrizes, manifesto e orientações para a comunicação e usos desta marca, que foram documentadas em um Brand Book apresentado para as clientes.

Segundo a sócia-administradora da Fullness Soluções e Negócios e egressa da Unijuí, Roseli Fistarol Kruger, os acadêmicos buscaram realizar um bom trabalho e mantiveram contato constante com ela, perguntando e trazendo materiais. Após a apresentação da proposta, Roseli ficou surpresa com o resultado, que explorou cada parte das conversas que tiveram. “Eles captaram exatamente o que a empresa é, o que ela quer fornecer para o cliente, o seu diferencial, que é aquela consultoria mais humana, mais voltada para o aprendizado do empreendedor”, afirma.

Já para Cristiana Porto Sander, da D’alma, desde a escolha para participar deste trabalho, ela ficou animada, pois entende que as mudanças propostas pelos estudantes trariam novo ânimo para a empresa. “Eles se preocuparam em saber realmente o que eu queria, o que eu esperava, qual era a minha linha de pensamento para seguir. E fizeram realmente um trabalho que não tinha nada feito assim, mas tinha vontade de fazer, e, às vezes, por não saber quanto isso vai custar, e pelo meu trabalho ser uma coisa que envolve um valor baixo de lucro, de retorno, eu não pensava em fazer ainda, não teria condições de fazer”, explica. Com o desenvolvimento do Brand Book, Cristiana logo quis colocar em prática o que foi apresentado, pois percebe que essa atividade tornou mais profissional as redes sociais que ela criou sem muito conhecimento. “Isso realmente foi um divisor de águas, de tu vir daquela coisa de brincadeira, em que tu abre uma página e não sabe bem o que vai acontecer. No meu caso, foi aumentando os seguidores e foi aumentando o meu trabalho, então, agora eu vejo que eu posso realmente investir, que isso vai dar um retorno. Com certeza vou seguir nesse caminho, pedindo auxílio para quem realmente entende, porque isso é bem importante”, conclui.

Para os estudantes o projeto foi desafiador. Fidel Arthur Franco dos Santos, aluno de Publicidade e Propaganda, acredita que, quando surgem oportunidades de colocar em prática todo o conhecimento adquirido, o esforço e dedicação valem a pena.“Particularmente, fico muito nervoso quando consigo trabalhar com empresas reais em um trabalho da graduação, pois nunca sei o que esperar, uma vez que todas as oportunidades têm a sua singularidade, são únicas. Nunca um job será igual ao outro e é isso que torna a comunicação tão instigante e inovadora. Precisamos sair da nossa zona de conforto e a Universidade nos desafia a fazer isso”, afirma.

Por meio de atividades como essa, o curso de Publicidade e Propaganda busca manter uma relação mais próxima da comunidade, disponibilizando o conhecimento adquirido nas salas de aulas. Segundo Nilse, o projeto atraiu diversos interessados, o que abriu a possibilidade dele ser repetido no próximo semestre. “Creio que a ampliação desse relacionamento da Unijuí com o curso de Publicidade e Propaganda, e com o meios locais, com empreendedores locais, é fundamental, e a gente espera que se fortaleça”, conclui.

Por Manuela Joana Engster, estudante de Jornalismo e estagiária da Agência Experimental Usina de Ideias.

EaD UNIJUÍ – 100% a distância

12 de maio de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content