Tabuleiro político está mexendo as peças em Ijuí – NoroesteOnline.com

Tabuleiro político está mexendo as peças em Ijuí

28 de junho de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os bastidores da nosso política começam a esquentar com a aproximação do pleito eleitoral á ser confirmado pela Câmara dos Deputados em Brasília para o dia 15 de novembro deste ano, projeto esse que altera a data e já passou pelo Senado Federal. Com isso as convenções serão do dia 31 de Agosto á 16 de Setembro de 2020. Até 26 de setembro, partidos e coligações devem solicitar à Justiça Eleitoral o registro de seus candidatos. E também dia 26 começa oficialmente a campanha eleitoral nos municípios brasileiros.

São várias as surpresas que aparecem no cenário local, começando pela recente posição do PDT em “convidar” o PSB para ser vice em uma composição na majoritária, tendo como possíveis nomes o atual vereador Jeferson Dalla Rosa e ou Vilson Dorneles presidente da sigla. O que surpreende nessa ação é que insistentemente o vereador da sigla e professor universitário César Busnello, tem feito reiteradas criticas “as” administrações do PDT, sugerindo o fim do “continuísmo” de governos do partido Trabalhista, que alega agora que os progressistas não “procuraram” o PSB ou a “inércia” deles fizeram com que o PSB mudasse essa linha.  A que tudo indica, tal noticia surpreendeu o MDB com essa posição do pré-candidato a prefeito, pois, era tratado como bem encaminhado a “possibilidade” do MDB indicar o nome de vice nesse pleito. O MDB garante ter dados que sinalizam o partido como o melhor indicado nessa questão.

Procurado pela reportagem do site Noroeste Online para falar sobre coligações e uma eventual chapa PDT/PSB o Presidente do MDB Ramsés Lemos disse que com certeza causa uma  estranheza ao nosso  partido uma possível participação do PSB na majoritária em uma aliança com  o PDT, e enumera vários fatores pra fazer esta reflexão.

“Primeiro porque havia de longa data a palavra do PDT em manter a coligação com o MDB e que seria  ocupado um assento na majoritária pelo MDB. Temos uma Coligação, que na verdade é uma coalizão entre PDT, PP e MDB e outros que elegeu o atual prefeito Valdir Heck e o Vice Zardin. Temos sido na Câmara mais fiel ao Governo do que o próprio partido do Prefeito”,  pondera Ramsés.

“O PDT não  esta levando em consideração  o crescimento que o MDB teve, e menos ainda  os recursos que o MDB trouxe dentro de suas articulações   para Ijuí e  que foram usados em obras da atual administração. Parece que isso não está sendo pesado pelo PDT e o seu pré-candidato a prefeito nesse momento, e nós entendemos que afastamento foi do próprio PDT em relação ao MDB. Quando partidos se unem em torno de um projeto não se veta nomes, não se tenta impor.  Já falei em outras oportunidades que o MDB é o primo rico do Governo, e recebemos por  parte do pré candidato trabalhista tratamento de primo pobre, e com isso trouxe cisão nas opiniões executiva e membros partidários do MDB”, avaliou Ramsés.

Ramsés  Lemos disse que neste momento o MDB estará conversando com outros partidos, e natural, pois “temos o Dr. João Zimermann como pré-candidato a Prefeito, estamos fortalecendo o nome dele neste  momento, e outras questões são paralelas”.

Em relação ao Governo Heck,  Ramsés fala que entre o MDB e ele existe dialogo e respeito mútuo, dentro do Espírito Republicano e Democrático.

Para concluir disse que teve encontros com o ex-prefeito Ballin e com o vereador Andrei e que  foram tratados de assuntos referente a eleições municipais  e conjuntura atual, e que na próxima semana irá se reunir com a comissão do PDT que trata de eleições.

EaD UNIJUÍ – 100% a distância

12 de maio de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content