Usina com participação da Ceriluz recebe autorização para operação comercial - NoroesteOnline.comNoroesteOnline.com ">

Usina com participação da Ceriluz recebe autorização para operação comercial

1 de fevereiro de 2021

Na sexta-feira, 29 de janeiro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) publicou no Diário Oficial da União a autorização para Operação Comercial da PCH Forquilha IV, de 13 MW, localizada no município de Maximiliano de Almeida, no Rio Grande do Sul. A usina conta com a participação da Ceriluz, que detém 20% dos ativos. São investidores ainda as cooperativas Creral, de Erechim, Coprel, de Ibirubá, também com 20% cada, e a empresa Erechim Energia, esta com 40% em participação. As obras da PCH já haviam sido concluídas em julho de 2020 e no início do mês de agosto a Fundação Estadual de Proteção Ambiental – Fepam/RS autorizou o enchimento do lago e a realização dos testes para a verificação do funcionamento dos equipamentos mecânicos e elétricos. Em novembro a fundação emitiu a Licença de Operação.

A autorização para operar foi concedida pela agência reguladora após a conclusão da subestação seccionadora, também construída no município de Maximiliano de Almeida, que faz a conexão da PCH ao Sistema Interligado Nacional. O presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, comemora essa conquista. “É mais um importante empreendimento em geração de energia, viabilizado por meio de parcerias com outras cooperativas e o setor privado. Demonstra a força que tem a Cooperação para o desenvolvimento do Estado e do País”, afirma. O presidente lembra que é a segunda usina com participação da Ceriluz a entrar em operação em um período de pouco mais de um mês. No dia 19 de dezembro de 2020 a Aneel também publicou no Diário Oficial da União a autorização para operação comercial da PCH Ijuí Centenária, de 7,9 MW, construída em Ijuí, cujo capital é 100% da Ceriluz. “Essas obras representam nossa capacidade de planejarmos e executarmos grandes projetos de geração, na busca pela ampliação das receitas, que retornam aos associados na forma de qualidade de energia e preços justos”, avalia. Outra usina cuja obra se encontra em fase final é a CGH Igrejinha, em construção no município de Boa Vista do Cadeado, em parceria com a Coprel, de Ibirubá. A usina já possui licença para operação em teste e deve ser finalizada ainda no primeiro semestre de 2021.

A PCH Forquilha IV teve início em 2018, estendendo-se por período de dois anos. No ano de 2017 o empreendimento foi um dos vencedores do leilão de energia A-6 realizado pelo governo federal, com entrega prevista para 2023, por um período de 30 anos. A PCH teve um investimento aproximado de R$ 78 milhões.
Usina em números
 Investimento – R$ 78 milhões
 Barramento – 282 metros de comprimento e 6 metros de altura;
 Lago – 41 hectares;
 Canal de adução – 539 metros de extensão;
 Potência instalada -13 MW;
 Três turbinas Kaplan – 4.351 kW cada;
 Três geradores – 4.850 kVA;
 Uma subestação elevadora de tensão para 69 kV;
 Linha de transmissão – 8,7 quilômetros;
 250 empregos diretos e indiretos gerados durante a construção.

Subestação seccionadora
 Investimento R$ 7 milhões;
 Área 4.255 m² – com capacidade para ampliação;

Saia da zona de conforto: faça pós-graduação Unijuí

23 de fevereiro de 2021
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados