Alimentos podem ter papel de herói ou vilão da sua saúde – NoroesteOnline.com

Alimentos podem ter papel de herói ou vilão da sua saúde

2 de setembro de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

“Você é aquilo que você come”. Essa é uma frase corriqueira nas conversas quando o assunto é alimentação e saúde. Uma dieta bem equilibrada e saudável é realmente capaz de fortalecer o corpo e deixá-lo preparado para combater doenças. Em contrapartida, a má alimentação pode possibilitar o surgimento de problemas como obesidade e hipertensão. Por isso, é importante considerar muito o que se coloca no prato.

“Através da alimentação podemos cuidar da nossa saúde, garantir todas as nossas necessidades e, no caso de uma doença surgir, através da alimentação podemos fazer o controle, evitar o agravamento, tratar sintomas e até conseguir a cura. Um bom exemplo disso é a anemia, distúrbio muito comum e que pode ser facilmente resolvido através de uma alimentação rica em ferro, ácido fólico e vitamina B12, nem sempre sendo necessária a utilização de medicamentos”, explica Luciana Novaes, nutricionista mestre em Saúde Pública pela Fiocruz e especialista em nutrição materno-infantil.

Alimentar-se bem ou mal é uma questão de hábito. Muitas pessoas que sabem que precisam melhorar a qualidade do que colocam no prato não conseguem mudar sua maneira de comer por não ter organização para novas escolhas.

“Para ter uma alimentação melhor, é preciso começar a substituição de alimentos nas suas compras, dando prioridade às frutas e legumes e tirando os industrializados. Montar um cardápio antes das compras ajuda a se organizar melhor”, indica Erica Schattka, nutricionista da rede SuperPrix.

Além disso, é necessário que nutrientes e calorias sejam regularmente repostos no corpo, para que ele funcione de maneira adequada.

“É importante se alimentar a cada três horas, beber pelo menos dois litros de água por dia, não beber líquidos durante as refeições”, orienta Verônica Pessoa, nutricionista do CON (Oncologia, Hematologia e Centro de Infusão).

Em todas as fases da vida é necessário que se valorize uma comida preparada em casa, com pouca quantidade de gordura, utilizando os alimentos básicos do dia a dia: arroz ou raízes, feijão ou outros grãos como ervilha e grão de bico, carne, frango ou peixe, verduras e legumes.

De seis meses a 2 anos

É imprescindível que se mantenha a amamentação. Não só como forma de complementar os alimentos, mas também porque o leite materno fornece anticorpos e nutrientes que modulam todo o funcionamento do corpo, garantindo proteção até a fase adulta. Nessa faixa de idade não se deve oferecer açúcar nem alimentos prontos e industrializados.

Infância

Deve-se priorizar o consumo de produtos lácteos, para garantir o aporte de cálcio, entradas de legumes e verduras nas grandes refeições e frutas inteiras, evitando o suco em grande quantidade.

Adolescência

É indicado estimular o consumo do café da manhã, utilizar pães integrais e produtos lácteos, evitando grande quantidade de doces e alimentos do tipo fast food.

Adultos

Manter uma alimentação saudável, tendo todos os grupos de alimentos, aumentar em quantidade a utilização de legumes e verduras, utilizar azeite de oliva em pequenas quantidades em pelo menos uma refeição, evitando alimentos prontos, sucos de caixa ou outras bebidas adoçadas.

Idosos

Prestar atenção ao consumo de água, melhorar a quantidade de proteína, colocando leite semidesnatado ou desnatado no café da manhã ou no lanche e carnes magras, com pouca gordura, nas grandes refeições. Estimular o consumo de frutas cítricas para melhorar o paladar e auxiliar na imunidade.

Vestibular de Verão UNIJUÍ 2020

30 de setembro de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content