Amamentação é recomendada mesmo durante pandemia de coronavírus – NoroesteOnline.com

Amamentação é recomendada mesmo durante pandemia de coronavírus

16 de agosto de 2020
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Agosto Dourado é o mês alusivo à promoção da amamentação. Em tempos de pandemia do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde destaca os inúmeros benefícios do leite materno, sendo muito importante que a amamentação seja estimulada e mantida. A recomendação é do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Conforme a médica de família da rede municipal, Sara Koefender Castro, recomenda-se que a mãe continue amamentando mesmo com suspeita ou confirmação de Covid-19, nesse caso com os devidos cuidados: uso de máscara e higiene do seio e das mãos antes de amamentar, que pode ser feita com água e sabonete.

“Uma alternativa às mães com suspeita ou confirmação de Covid-19 que não se sintam confortáveis em amamentar enquanto estiverem doentes é a extração do leite para que outra pessoa saudável o forneça ao bebê, também com os devidos cuidados de higiene”, explica a médica. Nesse caso, o leite pode ser oferecido usando copinho, xícara ou colher. A mãe poderá retomar a amamentação assim que estiver recuperada.

De acordo com o Ministério da Saúde, o leite materno protege contra infecções como diarreia, pneumonia e otite e, caso a criança adoeça, a gravidade tende a ser menor. Também previne doenças como asma, diabetes e obesidade, além de favorecer o desenvolvimento físico, emocional e a inteligência. Os movimentos que o bebê faz ao retirar o leite do peito são um exercício importante para a boca e os músculos do rosto e irão ajudar na respiração, mastigação, fala e alinhamento dos dentes.

Cuidados para evitar a transmissão do coronavírus aos bebês (mães suspeitas ou com confirmação de Covid-19):

– Lave as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos antes e depois de ter contato com o bebê;
– Use máscara de tecido durante a amamentação, cobrindo completamente a boca e o nariz;
– Evite falar ou tossir durante a amamentação;
– Evite que o bebê toque a boca, nariz, olhos e cabelos da mãe;
– Troque a máscara após cada espirro, tosse e a cada nova mamada;
– Caso a mãe não disponha de máscara facial, utilize um pano limpo cobrindo nariz e boca durante a amamentação;
– A recomendação é que os demais cuidados com o bebê (banho, sono, troca de fraldas) sejam feitos por outra pessoa da casa, sem sintomas ou sem confirmação de Covid-19;
– Com exceção do momento da amamentação, mantenha distância de 1,5 metro do bebê;
– Ao espirrar ou tossir, use lenço de papel e descarte imediatamente. Lave as mãos novamente com água e sabão;
– Limpe e desinfete regularmente as superfícies.

Caso a mãe se sinta insegura em amamentar enquanto estiver doente, pode retirar o leite em um frasco para ser ofertado à criança:
– Lave as mãos por pelo menos 20 segundos antes de retirar o leite materno (extração manual ou com a bomba extratora);
– Siga as orientações para retirar e armazenar o leite materno (confira link);
– Se necessário, solicite a ajuda de uma pessoa saudável, sem suspeita ou confirmação de covid-19, para oferecer o leite materno em copinho, xícara ou colher para o bebê. A técnica está disponível no Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 Anos. Evite mamadeiras.

Fonte: O Sul

EaD UNIJUÍ – 100% a distância

12 de maio de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content