Departamento de Humanidades e Educação desenvolve projetos com escolas e a comunidade regional – NoroesteOnline.com

Departamento de Humanidades e Educação desenvolve projetos com escolas e a comunidade regional

9 de setembro de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Texto: Natália Langer, bolsista de Popularização da Ciência da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão.

A Unijuí busca, com projetos de extensão, estabelecer uma relação com a comunidade para que o conhecimento e a pesquisa promovam o desenvolvimento e a qualidade de vida local. Uma série de matérias está destacando os projetos de extensão em desenvolvimento na Universidade. Confira os Projetos desenvolvidos pelo Departamento de Humanidade e Educação (DHE).

O Departamento de Humanidades e Educação (DHE) da Unijuí, que abrange as áreas de Educação Física, História, Letras, Pedagogia e Psicologia, desenvolve diversos projetos de Extensão, entre eles, se destacam três: “Traços Digitais”, “Pibid” e “Residência Pedagógica”.

A professora coordenadora de Extensão no Departamento, Julieta Ida Dallepiane, em entrevista à Unijuí FM, explicou a realização dos projetos no DHE. Segundo a professora, o projeto de extensão ligado a ação comunitária atual é o “Traços Digitais”. Iniciado em 2019, ele disponibiliza áudio-livros gravados, “possibilitando trabalhar com todos os alunos dos anos iniciais e finais, incluindo os alunos que possuem deficiências visuais. Quem participa desses projetos são os alunos de duas escolas parceiras (Centro de Educação Básica Francisco de Assis e a Escola Estadual de Ensino Médio Otávio Caruso Brochado da Rocha- Ciep Ijuí). O projeto visa ter uma visão tecnológica ligada a educação e a necessidade de atender a diversidade dos sujeitos, uma forma de inclusão social”, observa.

Também são desenvolvidas ações ligadas aos cursos de graduação, como o PIBID, que é o Programa Institucional de Iniciação à Docência, pertencente à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que procura unir bolsistas dos cursos de licenciatura em fase inicial, até metade do curso, possibilitando encontros de estudo na universidade, também oportunizando a atuação em escolas. “Observando, ajudando e acompanhando, dando um melhor preparo para o estágio final do curso. Neste programa, fazem parte duas escolas da rede estadual: Escola Estadual de Ensino Médio Emil Glitz e a Escola Técnica Estadual 25 de Julho, além de uma escola da rede municipal, a Escola Municipal Fundamental Estado do Amazonas”.

O Programa de Residência Pedagógica também pertencente à fundação CAPES e possibilita a atuação de estudantes na metade final de curso, contando com a participação de 72 alunos bolsistas. Tem como objetivo aperfeiçoar a formação destes estudantes dos cursos de licenciatura, fortalecendo o campo da prática e possibilitando o envolvimento com a comunidade, destacando a importância de mostrar o que a Universidade está fazendo nos seus cursos.

Ainda de acordo com a professora, “dentro das ações de extensão, é importante se evidenciar as ações comunitárias e prestações de serviço, que ocorrem quando somos procurados para a realização de formações e palestras em escolas e instituições educativas, por exemplo. Também são realizados cursos de curta duração, dependendo a necessidade, além disso, temos os laboratórios de ensino abertos à comunidade”, salienta.

A coordenadora Julieta Ida Dallepiane acrescenta: “O departamento está muito ligado e preocupado em colocar e articulado para ser um espaço de qualificação, de acolhimento à comunidade, de referência e sempre articulando a pesquisa e a extensão, gestão na graduação e no pós-graduação”.

Workshop de Ideação e Intervenção Urbana Binacional

16 de setembro de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content