Ijuí é reconhecida como Capital das Etnias pela Comissão de Cultura – NoroesteOnline.com

Ijuí é reconhecida como Capital das Etnias pela Comissão de Cultura

5 de setembro de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ijuí, Capital Nacional das Etnias: o sonho está cada vez mais próximo de se tornar realidade. A Comissão de Cultura (CCult) da Câmara dos Deputados aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira, 4, o projeto de Lei nº 10.095, do deputado Pompeo de Mattos, com relatoria da deputada Maria do Rosário. Agora, a proposta segue para a apreciação da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e, posteriormente, de duas comissões do Senado Federal. Por fim, deve avançar à sanção presidencial. “Estamos todos de parabéns! Esta primeira aprovação já é por si só um indicativo de que teremos o reconhecimento federal como Capital Nacional das Etnias”, observa o prefeito Valdir Heck.

Na leitura, a relatora deu parecer favorável, destacando o trabalho realizado no município. “Só uma causa que é muito justa, que é muito digna, consegue unir a todos e todas. Ijuí uniu num tempo tão difícil como a gente vê no plenário. Eu confesso que vi aqui um parlamento que se une nas boas causas”, destacou Maria do Rosário, em recado enviado à União das Etnias na noite de ontem. Para a defesa, a deputada utilizou como base as informações colhidas em sua visita à Ijuí, transcorrida no último dia 2 de agosto.

O deputado Pompeo de Mattos também se dirigiu à comunidade ijuiense, estendendo seus cumprimentos a todos os envolvidos no processo. “Quero cumprimentar a vocês da União das Etnias e Ijuí, porque essa é uma conquista que nós fizemos com muitas mãos, com muito trabalho. Agradecer à nossa Unijuí, à Associação Comercial, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, toda a sociedade civil organizada. É uma conquista que Ijuí merece”, pontuou o parlamentar autor da proposta.

A Ueti comemorou o resultado unânime da votação e tem também o entendimento de que esta etapa seria crucial para a obtenção do título. Na CCJ, serão levadas em consideração a juricidade, a constitucionalidade e a técnica legislativa, características que, conforme a deputada Maria do Rosário frisou em sua vinda à Ijuí, estão implícitas à matéria. A partir da sanção da lei, outros municípios não poderão reivindicar o título, que deve trazer à cidade novas perspectivas para as questões relacionadas aos Direitos Humanos e à valorização da diversidade como bem imaterial.

Vestibular de Verão UNIJUÍ 2020

30 de setembro de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content