Javier Bardem é Pablo Escobar em novo filme; relembre atores que já interpretaram o traficante colombiano – NoroesteOnline.com

Javier Bardem é Pablo Escobar em novo filme; relembre atores que já interpretaram o traficante colombiano

24 de agosto de 2018
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O que o espanhol Javier Bardem, o brasileiro Wagner Moura e o porto-riquenho Benicio Del Toro têm em comum?

Todos eles interpretaram o mesmo papel: o famoso traficante de drogas Pablo Escobar (1949-1993), que chegou a figurar na lista de bilionários da revista “Forbes” em 1987.

Bardem é o mais novo a viver o chefe do Cartel de Medellín, na Colômbia. O ator estrela o filme “Escobar: A traição”, que estreia nesta quinta-feira (23).

O elenco tem ainda a atriz Penélope Cruz, com quem o ator é casado.

Veja outros atores que já representaram Escobar na ficção:

Cliff Curtis, em ‘Profissão de risco’ (2001)

É bem rápida a aparição de Cliff Curtis como Pablo Escobar no filme “Profissão de risco” (2001), mas dá para perceber o poder do personagem.

Nas poucas cenas em que aparece, ele interage com o protagonista do filme, George Jung, vivido por Johnny Depp.

De comerciante de pequenas quantidades de maconha, Jung se transformou no maior traficante de cocaína dos Estados Unidos nos anos 1970. Chegou a ser responsável por 89% de toda essa droga que era vendida no país na época.

George Jung saiu da cadeia em junho de 2014, depois de 20 anos preso.

Curiosidade: tanto “Profissão de risco” quanto “Escobar: A traição” têm Penélope Cruz no elenco. No filme mais velho, ela era Mirtha Jung, esposa do traficante; agora, ela é a amante do protagonista.

Andrés Parra em ‘Pablo Escobar: O senhor do tráfico’ (2012)

Na série colombiana exibida originalmente em 2012 e com o título de “Escobar, el patrón del mal”, coube a Andrés Parra representar o traficante. No Brasil, “Pablo Escobar: O senhor do tráfico” foi disponibilizado no Globosat Play.

Com capítulos ambiciosos (cada um custava, em média, US$ 170 mil), o programa teve grande audiência na Colômbia, mas gerou preocupação por uma suposta romantização da figura de Pablo Escobar.

“Todos nos lembramos de uma bomba de Escobar, de um atentado que vivemos e nos chocou. Mas o importante e revelador é ver todo o conjunto, como uma coisa levou à outra”, disse na época Juana Uribe, produtora da série transmitida pela rede Caracol.

“Pablo Escobar: O senhor do tráfico” baseou-se no livro-reportagem “A parábola de Pablo” (2001), de Alonso Salazar, que foi prefeito de Medellín entre 2008 e 2011. O autor elogiou o fato de a série levar em conta as contradições de Escobar.

“Nunca acreditei que as séries decidem o que acontece em uma sociedade, nem que os jovens serão delinquentes por assisti-las”, declarou Salazar na época.

Juan Pablo Franco em ‘Tres Caínes’ (2013)
Fonte: G1

Pós-Graduação Unijuí

3 de dezembro de 2018
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content