Peregrinos já percorreram 80 quilômetros na Caminhada Internacional Jesuítico-Guarani – NoroesteOnline.com

Peregrinos já percorreram 80 quilômetros na Caminhada Internacional Jesuítico-Guarani

23 de agosto de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em cinco dias de caminhada, grupo partiu de San Ignacio Guazu no último domingo e chegou à cidade de Ayolas na noite da quinta-feira

No amanhecer do sábado, 17 de agosto, data em que o Caminho das Missões completou 18 anos de jornada turística pelas trilhas que deram origem à América, peregrinos partiram de Santo Ângelo/RS com destino a San Ignacio Guazu, no Paraguai, onde se deu início à Caminhada Jesuítico-Guarani, em um percurso de 29 dias pelo Paraguai, Argentina e Brasil, abrindo oficialmente o roteiro trinacional jesuítico-guarani. À noite, em cerimônia realizada em San Ignácio Guazu, Misiones, no Sul do Paraguai, na Praça Central em frente à Igreja Matriz, cidade onde foi fundada a primeira redução Jesuítica-Guarani em 1609, ocorreu o lançamento oficial da Caminhada Internacional Jesuítico-Guarani.

Na manhã do domingo, 18, os peregrinos que partiram de Santo Ângelo para a Caminhada Internacional Jesuítica-Guarani, visitaram o Museo Diocesano de San Ignacio Guazu, localizado ao lado da Praça Central, ocupando o antigo colégio dos índios. Após a visita, o grupo participou da Missa Especial aos Peregrinos na Igreja Matriz, em San Ignacio Guazu, no Paraguai. Após a Missa na Igreja Matriz, teve início a Caminhada Internacional Jesuítica-Guarani em um trajeto de 750 quilômetros.

No segundo dia da Caminhada Jesuítica-Guarani, na manhã da segunda-feira, 18, os peregrinos partiram do município de Santa Maria de Fe, no Paraguai, e seguiram até Santa Rosa de Lima, em um percurso de 22 quilômetros, na região de Misiones.

No terceiro dia da Caminhada Internacional Jesuítico-Guarani, os peregrinos chegaram à cidade paraguaia de Santa Rosa de Lima na terça-feira, 20, no terceiro dia de caminhada, onde conheceram a única capílla que tem afrescos originais de todas as reduções jesuítico-guarani e a Igreja de Santa Rosa de Lima que possui o retábulo original do período jesuítico. No mesmo local, visitaram casas originais dos índios e hoje a comunidade as utiliza para a comercialização de produtos em serviços locais e monumentos na praça central que contém monumentos originais do período jesuítico.

Os peregrinos também visitaram o Centro Cultural de Santa Rosa de Lima, na tarde da terça-feira, 20. “Aqui encontramos a história sobre a Guerra do Chaco, Tríplice Aliança e uma Homenagem aos Homens que Morreram na Guerra. É muito interessante!”, completa Marta.

Os peregrinos também conheceram as tradicionais olarias paraguaias, com os fornos artesanais, e conheceram o relato de um sobrevivente da Guerra do Chaco. “Fomos recebidos em um almoço de confraternização. É uma energia e um conhecimento vasto participar desta caminhada”, resume Marta.

Outro momento emocionante deste dia foi o convívio com Don Antonin Sanchez, sobrevivente da Guerra do Chaco (que pôs em conflito Paraguai e Bolívia, pela posse da região do Chaco Boreal, a maior guerra em solo sulamericano do século XX) que aconteceu entre 1932 e 1935, com vitória dos paraguaios. Embora sua idade avançada, recebeu e contou suas histórias aos peregrinos.

O 4º dia

No quarto dia da Caminhada Internacional Jesuítico-Guarani, os peregrinos chegaram à cidade paraguaia de Santiago, na hora do almoço na quarta-feira, 21. No início da quarta-feira, os caminhantes saíram da cidade de San Patrício, o mais jovem distrito da Província de Misiones, no Paraguai.

O Caminho das Missões surgiu com a finalidade de resgatar as estradas que ligavam os povoados missioneiros nos séculos XVII e XVIII. O trajeto entre San Patrício e Santiago é um dos mais originais em todo o roteiro da Caminhada Internacional, em um trecho de 25 quilômetros.

Os pesquisadores e historiadores paraguaios se orgulham em destacar que há mais de 300 anos o roteiro fora utilizado pelos padres jesuítas e índios guaranis em seus deslocamentos, tornando-se um verdadeiro patrimônio para a região.

Segundo a empresária Marta Benatti, operadora do Caminho das Missões, um dos momentos marcantes nestes últimos dias foi a visita à Igreja de San Patrício. “Foi um momento de reflexão e de agradecimento de todos pela caminhada até aqui cumprida. Foi uma troca de experiências e vivências incríveis”, disse.

Em Santiago, os peregrinos puderam visitar a igreja com altar missioneiro e o museu arqueológico e observar a belíssima arte barroca desenvolvida pelos jesuítas junto aos guaranis, dos anos 1600 e 1700.

Obras volumosas em tamanho natural, com riqueza de detalhes e expressões que não possibilitam aos visitantes ficarem indiferentes ao que ali veem. Neste museu em Santiago, há uma pintura missioneira do sol, que inspirou e ilustra a credencial do peregrino das Missões.

5º dia de Caminhada

Na quinta-feira, 22, os peregrinos partiram de San Patrício e encerraram o percurso do dia chegando no município de Ayolas, ainda em território paraguaio, em um trajeto de 30 quilômetros. A cidade de Ayolas era uma estância de criação de gados dos jesuítas. No Porto de Ayolas, partia a produção daquela microrregião com destino a Buenos Aires, um grande porto que une os rios Paraguai e Paraná.

O trajeto

Até o dia 29 de Agosto, os peregrinos estarão percorrendo o território paraguaio, passando por Santa Maria de Fé, Santa Rosa de Lima, Santiago, Ayolas, San Cosme e Damian, Coronel Bogado, Fram, La Paz, Jesús, Trinidad e finalmente Bela Vista.

Na Argentina, eles serão recepcionados na cidade de Córpus. No dia 30, partem para San Ignácio Mini, Loreto, Santa Ana, Cerro Azul, Mártires, Santa Maria Maior, Itacaruaré e San Javier, chegando ao Brasil no dia 5 de setembro, em Porto Xavier.

No dia 6 de setembro, seguem à Assunção do Ijuí, depois Pirapó, São Nicolau, São Luiz Gonzaga, São Lourenço, Caaró, São Miguel, Carajazinho, São João Batista, Entre-Ijuís e finalmente chegando a Santo Ângelo no dia 15.

Rodrigo Bergsleithner/Jornal Informal

Foto: Marta Benatti

EAD UNIJUÍ

31 de julho de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content