Pesquisadores relacionam ‘sons’ emitidos por telas para descobrir a imagem que está no monitor – NoroesteOnline.com

Pesquisadores relacionam ‘sons’ emitidos por telas para descobrir a imagem que está no monitor

27 de agosto de 2018
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pesquisadores conseguiram captar as alterações sonoras durante a operação de monitores de computador e “adivinhar” o que está na tela a partir da captura do áudio usando microfones comuns. A técnica, que ainda tem certas limitações, poderia abrir caminho para um novo tipo de espionagem.

O time de especialistas foi composto por Daniel Genkin, da Universidade de Michigan, Mihir Pattani, da Universidade da Pensilvânia, Roei Schuster, da Universidade de Cornell e Eran Tromer, das Universidades de Tel Aviv (Israel) e Columbia (Estados Unidos).

O estudo descobriu que os sons emitidos pelos monitores se alteram com base na imagem exibida por causa da fonte de alimentação presente nas telas, que precisa regular o fornecimento de energia aos componentes que produzem as cores na tela. A pesquisa obteve resultados em monitores iluminados por LED e fluorescente.

A partir dessa descoberta, os pesquisadores conseguiram encontrar uma relação entre a imagem exibida e os sons. A técnica foi batizada de “vazamento acústico dependente de conteúdo”. Embora sejam capturados até por microfones comuns, os sons emitidos pelas telas são em alta frequência e inaudíveis para o ouvido humano.

Por enquanto, a técnica se limita a descobrir a semelhança entre uma imagem previamente registrada e aquela que está sendo exibida. Ou seja, é preciso primeiro colocar uma imagem no monitor, observar os sons emitidos e depois repetir esse processo, verificando as semelhanças com o que foi previamente registrado. Os pesquisadores utilizaram aprendizagem de máquina (machine learning), um tipo de inteligência artificial, para conseguir esse resultado.

Para encontrar semelhanças em texto, foi necessário usar letras grandes na tela. O texto de páginas, por exemplo, não poderia ser lido com essa técnica. Para identificar palavras, foi preciso incluir aas palavras em um conjunto de testes.

Mesmo assim, a semelhança visual entre as páginas de sites ainda permitiria que um espião identificasse se a vítima acessou um determinado site, por exemplo. Os pesquisadores também descobriram que a técnica pode ser aplicada mesmo que o microfone capture o som ambiente de um escritório, o que significa que a técnica é viável no mundo real.

Fonte: G1

Vestibular de Verão 2019 UNIJUÍ

9 de outubro de 2018
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content