Renault lança carro com aspirações para se manter entre as grandes em 2019 – NoroesteOnline.com

Renault lança carro com aspirações para se manter entre as grandes em 2019

12 de fevereiro de 2019
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Durante anos alguns dos amantes da Fórmula 1 repetiram o mantra “Deem um bom carro para Hulk”. O piloto alemão Nico Hulkenberg estreou na categoria em 2010, aos 22 anos (completaria 23 em agosto daquele ano) e sempre demonstrou ser rápido, talentoso e bastante ousado. Nove anos e quatro equipes depois, com duas passagens pela Force India, Nico chega a temporada 2019 longe dos resultados que eram esperados do, então, promissor estreante, porém com grandes chances de, finalmente, ter nas mãos um carro capaz de levá-lo ao primeiro pódio e, talvez, a uma vitória.

De volta ao circo da Fórmula 1 com equipe própria desde 2016, a Renault mudou o grupo de engenheiros e projetistas, reforçou os investimentos para 2019 e vem com vontade de apresentar um monoposto capaz de ser a primeira do “resto”, já que a liderança de Mercedes, Ferrari e Red Bull é aparente inabalável. Entretanto, essa vontade pode ser justamente a grande dor de cabeça para Nico.

No outro cockpit estará sentado o sorridente australiano Daniel Ricciardo, que, ao que sugere o diretor técnico da equipe, Cyril Abiteboul, será a prioridade no time francês. “Temos a obrigação de produzir um chassi e uma unidade motriz a altura do piloto que contratamos. Não quero sentir o mesmo que a McLaren deve ter sentido com Fernando (Alonso) nos últimos anos.”

Vídeo incorporado

A preferência por Ricciardo pode ser considerada natural, já que a Renault precisou apresentar um projeto convincente para que o piloto deixasse a Red Bull. E, ao que tudo indica, a proposta dos franceses é ousada: levantar um campeonato nos próximos anos. O próprio Ricciardo já admitiu as dificuldades para que a taça venha em 2019, mas garantiu esperar por carro campeão nas próximas temporadas.

Outro fator determinante para o passo ousado do australiano é a confiança que ele tem nos motores Renault, com os quais correu durante os anos de Red Bull. A equipe australiana resolveu mudar os propulsores e vai correr com motores Honda em 2019, uma marca que, apesar da história de sucesso entre as décadas de 80 e 90, se mostrou um grande desastre em todas as tentativas no século XXI.

Fonte: PitLane

EAD UNIJUÍ

31 de julho de 2019
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content