Retrospectiva 2018 – Confira o que aconteceu em abril – NoroesteOnline.com

Retrospectiva 2018 – Confira o que aconteceu em abril

13 de dezembro de 2018
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Retrospectiva 2018 – Abril

 

 

IJUÍ

 

Escola Infantil Raios de Sol inicia suas atividades

Momentos de emoção marcaram a cerimônia de inauguração da Escola Municipal de Educação Infantil Raios de Sol. O ato realizado no dia 7 de abril e contou com a apresentação da Banda Municipal Carlos Gomes e a presença de autoridades civis, militares, professores,  servidores da educação, agentes políticos, líderes comunitários e comunidade em geral.

O prefeito Valdir Heck lembrou os diferentes desafios que tiveram de ser vencidos para tornar realidade a Escola Raio de Sol. “A obra começou lá em 2012 e o secretário Eleandro nos disse que a média de construção de uma escola no Brasil é de sete anos. Não deixamos chegar aos sete anos, mas tivemos muitos nós para desatar, entraves para vencer”, afirmou o prefeito ao comemorar a inauguração da Escola. “Uma escola que vai cuidar de vidas, do presente, para que o futuro seja melhor”, afirmou.

O tom da emoção norteou o pronunciamento do secretário de Educação, Eleandro Lizot. “Este é um momento importante da Administração, um momento de festa, de alegria. Esse é um momento de compartilhar aquilo que se faz em Ijuí, pela Administração, na área da educação, que temos o orgulho de dizer é a quarta melhor proposta do Brasil em termos de Educação Infantil”, frisou Eleandro.

A EMEI Raios de Sol foi construída com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do programa Proinfância, e recursos municipais. Para a realização dessa obra, foram investidos R$1.457.068,14 do governo federal, via Ministério da Educação, mais  R$ 430.000,00 referentes à contrapartida municipal.

 

Cerimônia marca a abertura da 10ªFenii

A cerimônia de abertura da 10ª Feira de Negócios da Indústria de Ijuí (Fenii) realizada no dia 27 de abril reuniu no Palco das Etnias autoridades municipais, estaduais e federais, líderes das instituições realizadoras da feira e as embaixatrizes das etnias, incluindo a Japonesa, cujo centro cultural foi recentemente criado. O ato oficial foi marcado, também, pelas belíssimas apresentações das orquestras da Associação Novo Tom e da AD-3 do Exército de Cruz Alta.

Ao se pronunciar o prefeito Valdir Heck destacou os objetivos que o levaram a sugerir a realização da primeira Fenii em 2007 (um ano não foi realizado o evento). “Fruto da observação de que nós tínhamos, nos fundos de quintal, pequenas indústrias, que precisariam de visibilidade, que precisariam ganhar lugar de destaque para serem conhecidas”, pontuou. Valdir Heck destacou ainda que atualmente Ijuí tem cerca de 600 indústrias, algumas das quais começaram pequenas e hoje são reconhecidas no Brasil e atendem também ao mercado externo.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e presidente do evento,  Antonio Carlos Frizzo Tambara, a feira em sua 10ª edição já nasceu vitoriosa. Ele destacou a importância das parcerias da Associação Comercial e Industrial de Ijuí (ACI), da União das Etnias (Ueti), empresas patrocinadoras, apoiadoras e expositores, que permitiram a realização do evento. Ressaltou, ainda, a aprovação do projeto que contemplou a Fenii com recurso do Programa Pró-Cultura RS, por meio da Lei de Incentivo á Cultura do Rio Grande do Sul(LIC).

O secretário-Adjunto da Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, André Kryszcun, que esteve representando o governador José Ivo Sartori, parabenizou Ijuí pela realização do evento e informou que o município será contemplado com cerca de R$ 100 mil para o segmento cultural. Também se pronunciaram o deputado estadual Gerson Burmann. Ele destacou a importância desse evento que enaltece o movimento étnico-cultural de Ijuí e fomenta os negócios em Ijuí.

 

Executivo inicia regularização de cadastro no Cemitério Municipal

O Poder Executivo de Ijuí, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Obras e Trânsito, está trabalhando desde o ano passado com vistas a uma melhor reorganização dos cemitérios municipais. Mais uma etapa do processo está se iniciando agora.

De acordo com o secretário Jair da Rosa, estão sendo convocados a comparecer ao Setor de Cemitérios na Smodutran, à rua Ernesto Alves, 66, em períodos conforme estabelecido pelo Edital, todos aqueles que adquiram espaços para jazigos e/ou sepulturas no Cemitério Municipal.

A secretaria adverte que a partir do fim do prazo estabelecido, os restos mortais terão o encaminhamento previsto pela legislação vigente.

 

 

RIO GRANDE DO SUL

 

Sobem para 51 casos confirmados de toxoplasmose em Santa Maria

 A Prefeitura de Santa Maria, na região Central, informou, em abril, que mais 30 pessoas tiveram confirmados quadros de Toxoplasmose, chegando a um total de 51 em 2018. A cidade viveu um surto da doença, o que exige atenção redobrada das autoridades e da população.

Foram realizadas 193 notificações de casos suspeitos e, desse total, 90 amostras foram coletadas, com oito dos 51 casos confirmados envolvendo gestantes. Outros nove deram negativo e 30 amostras seguem aguardando resultado. De acordo com o Boletim de Investigação Epidemiológica, os casos foram contraídos em 18 bairros da cidade.

Em Brasília, o prefeito Jorge Pozzobom solicitou auxílio para reforçar o estoque de medicamentos na cidade. A União se comprometeu a enviar remédios a Santa Maria. Além disso, uma equipe do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (EpiSUS) vai auxiliar nas buscas pela origem e pela forma de contaminação da doença.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) finalizou a coleta de oito amostras de água da Corsan distribuída no município. As amostras serão enviadas ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS) e, posteriormente, ao Laboratório de Saúde Pública e Zoonoses da Universidade Estadual de Londrina, no Paraná – o único do País que analisa o DNA do protozoário causador da toxoplasmose.

 

RS é o Estado com mais municípios onde câncer é a primeira causa de morte

O Rio Grande do Sul é o Estado com o maior número de municípios (140) onde o câncer é a primeira causa de morte. Enquanto em todo o País as mortes por câncer representam 16,6% do total, no território gaúcho esse índice chega a 33,6%. A pesquisa, divulgada em abril de 2018, contabilizou 9.865 mortes em 516 cidades. Deste total, 2926 ocorreram no RS. Esta é a conclusão do levantamento feito pelo Observatório de Oncologia do movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM).

Segundo o estudo, um dos fatores que pode explicar a alta incidência de câncer no Estado são as características genéticas da população, que pode apresentar maior predisposição para desenvolver o câncer de pele (melanoma), por exemplo. De acordo com a análise, a doença avança a cada ano e, com a manutenção dessa trajetória, em pouco mais de uma década as neoplasias serão as responsáveis pela maioria dos óbitos no Brasil. Atualmente, em 516 dos 5.570 municípios brasileiros o câncer já é a principal causa de morte, cerca de 10%.

Os dados mostram que a maior parte das cidades onde o câncer já é a principal causa de morte está localizada em regiões mais desenvolvidas do País, justamente onde a expectativa de vida e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) são maiores. Dos 516 municípios onde os tumores matam mais, 80% ficam no Sul (275) e Sudeste (140). No Nordeste, estão 9% dessas localidades (48); no Centro-Oeste, 34 (7%); e no Norte, 19 (4%).

 

BRASIL

 

Juiz Sérgio Moro decreta prisão do ex-presidente Lula

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal de Curitiba (PR), determinou no dia 05 de abril a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de reclusão, em regime fechado, no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Em despacho, Moro dá a opção para que Lula se apresente voluntariamente à sede da Polícia Federal em Curitiba. “Relativamente ao condenado e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17:00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão”, escreve Moro na decisão (leia o despacho completo ao final).

Segundo Moro, está “vedada a utilização de algemas em qualquer hipótese”. O juiz diz ainda que os detalhes da apresentação deverão ser acordados entre os advogados de Lula e o Superintendente da Polícia Federal no Paraná, delegado Maurício Valeixo.

“Em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintendência da Polícia Federal, para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-Presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física”, decidiu Moro.

 

Ministério da Saúde confirma 328 mortes por febre amarela no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou em abril que 328 pessoas morreram entre 1º de julho do ano passado e 3 de abril deste ano em razão da febre amarela. No mesmo período, foram confirmados 1.127 casos da doença no Brasil. Os números aumentaram em relação ao balanço anterior, quando o registro era de 220 óbitos e 691 casos.

Ao todo, foram notificados, neste período, 4.548 casos suspeitos, sendo 2.441 já descartados e 980 ainda em investigação. O Ministério da Saúde atualizou em abril, as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação da febre amarela no País. No ano passado, considerando o monitoramento de julho de 2016 a 3 de abril de 2017, eram 691 casos e 220 óbitos confirmados.

Os informes de febre amarela seguem, desde o ano passado, a sazonalidade da doença, que acontece, em sua maioria, no verão. “Embora os casos do atual período de monitoramento tenham sido superiores à sazonalidade passada, o vírus da febre amarela hoje circula em regiões metropolitanas do País com maior contingente populacional, atingindo 35,9 milhões de pessoas que moram, inclusive, em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina. Na sazonalidade passada, por exemplo, o surto atingiu uma população de 10 milhões de pessoas”, destacou o Ministério da Saúde.

EaD UNIJUÍ – 100% a distância

12 de maio de 2020
Copyrights 2018 ® - Todos os direitos reservados
Skip to content